O que é fotografia pictorialista?

Escrito por brandon getty | Traduzido por samantha g. silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é fotografia pictorialista?
O Pictorialismo teve início com o advento das câmeras pessoais (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Antes da Kodak lançar a primeira câmera de mão acessível, no final dos anos 1880, a fotografia era um meio dominado pelos afortunados e extremamente qualificados. Quando o serviço de revelação de filmes ainda não existia, os fotógrafos preparavam suas próprias emulsões sensíveis à luz e processavam seus próprios papéis fotográficos. Com o trabalho pesado fora de cena, fotógrafos amadores puderam captar e duplicar momentos como qualquer profissional. A facilidade desagradou os pictorialistas, que buscaram recuperar o viés artístico da fotografia tradicional.

Outras pessoas estão lendo

Fotografia e o mundo da arte

Embora a fotografia moderna tenha sido introduzida no início dos anos 1830, a comunidade artística permaneceu extremamente cética em relação à utilização do meio como expressão criativa. Como a câmera revelava exatamente o que estava em frente das lentes, o fazer fotográfico foi considerado como um processo objetivo mais próximo à documentação que à criação artística. Os críticos fotográficos preteriam as pinturas por serem mais subjetivas e permitirem ao artista a inserção de suas impressões de um objeto ou cena ao trabalho final. Nessa época, a pintura Impressionista, que enfatizava a interpretação do artista acerca da cena em detrimento da cena em si, ganhava popularidade.

O que é fotografia pictorialista?
O Impressionismo influenciou os primeiros pictorialistas (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Manipulação artística

Os pictorialistas afirmavam que a fotografia poderia conter tanto mérito artístico quanto uma pintura, e eles demonstravam a teoria através da manipulação de negativos e papéis fotográficos. Henry Peach Robinson, um dos primeiros defensores do movimento, utilizou cinco negativos diferentes ao revelar a fotografia "Fading Away" (em tradução livre, "Esvaindo-se"). Ela mostra uma garota sofrendo de tuberculose cercada por seus familiares. Embora fosse possível capturar e processar a imagem em um único negativo, a intenção de Robinson foi demonstrar o efeito alcançado através do processo artístico de combinação das impressões. Para criar um efeito impressionista em seus trabalhos, os fotógrafos costumavam utilizar uma focalização suave ou gravações sobre as superfícies dos negativos.

Principais pictorialistas

O fio de ligação entre os principais pictorialistas era seu treinamento em pintura clássica. Oscar Rejlander, Henry Peach Robinson e Roberto Demachy apresentavam uma abordagem muito similar ao Renascimento italiano. Na grande maioria de seus trabalhos, espaços interiores são preenchidos com modelos em poses dramáticas, expressivas. Alfred Stieglitz, fotógrafo americano, dedicou-se ao reconhecimento artístico da fotografia. Seu talento para composição e o refinamento de sua técnica são evidentes em trabalhos como "The Steerage" ("O Navio") e "Venetian Canal" ("Canal Veneziano"). Outros nomes notáveis incluem George Seeley, William Little, F. Holland Day e Edward Steichen.

Pictorialismo moderno

Embora atualmente o Pictorialismo seja um movimento histórico, fotógrafos modernos o homenageiam regularmente, mesmo sem saber. Um exemplo de abordagem pictorialista é o fotógrafo que prefere utilizar os tradicionais filmes em preto e branco ao invés das avançadas câmeras digitais, ou a utilização de câmeras de grande formato para o registro de paisagens. Retratos ou nus artísticos que evoquem as pinturas à óleo da Renascença também podem ser classificados como Pictorialismo moderno.

O que é fotografia pictorialista?
Para uma tradicional impressão em preto e branco, o processo de revelação é tão importante quanto a imagem revelada (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível