A fotossíntese é um processo endergônico ou exergônico?

Escrito por alexis kezirian | Traduzido por rayssa amorim
A fotossíntese é um processo endergônico ou exergônico?
A fotossíntese é um processo endergônico ou exergônico? (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A fotossíntese é classificada como um processo endergônico. Ou seja, ela usa energia para obter energia e, ao fazê-lo, compostos orgânicos são produzidos anaerobicamente. Para conseguir realizar a fotossíntese, as plantas precisam receber luz solar, água, dióxido de carbono e clorofila através de um processo endergônico.

Processo endergônico

"Endergônico" significa que a energia é absorvida através de uma fonte externa. Uma vez que as plantas absorvem energia, água, dióxido de carbono e clorofila para iniciar o processo, a fotossíntese é considerada endergônica. Nela, são formadas ligações entre as moléculas que transportam energia. Essas moléculas obtém energia através do sol e transportam-na por toda a planta.

Processo exergônico

Um processo exergônico libera energia. Ao fazê-lo, aquilo que o cerca receberá a energia. Um exemplo disso é uma bola, rolando morro abaixo. De acordo com a Segunda Lei da Termodinâmica (a energia aumentará com o tempo) ela continuará rolando, produzindo energia útil que, se não houver interrupções, continuará sendo produzida.

Energia

A energia em si é a capacidade de realizar um trabalho. O principal componente da fotossíntese é a luz solar, que é transportada através da planta por elétrons. Eles, por sua vez, são alimentados por energia química, reposicionando-se para formar CO2. Para contrabalançar a entropia (energia não disponível) durante a fotossíntese, a energia do sol se faz necessária.

Fontes de energia para a fotossíntese

Para realizar a fotossíntese, a luz solar não é a única fonte de energia necessária. A água, o dióxido de carbono e a clorofila também são importantes para o processo. Ao usar todos esses quatro meios de energia natural, será formato o alimento da planta, na forma de açúcares e oxigênio.

Moléculas que transportam energia

Os dois transportadores de elétrons (intermediários que transformam energia, através da fotossíntese, em dióxido de carbono) mais comuns são: dinucleótido de nicotinamida e adenina (NAD+) e dinucleótido de flavina e adenina (FAD). Eles são essenciais para o processo endergônico, no qual são os "mensageiros" responsáveis por transportar as fontes de energia absorvida por toda a planta.