O Frontline é nocivo se for ingerido por um cão?

Escrito por rebecca prill | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O Frontline é nocivo se for ingerido por um cão?
O Frontline é nocivo se for ingerido por um cão? (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

O Frontline é um produto para o tratamento tópico de animais, formulado para matar pulgas e controlar infestações futuras. O produto é aplicado diretamente à pele e não deve ser ingerido. Siga as instruções cuidadosamente para garantir a segurança de seu animal de estimação.

Outras pessoas estão lendo

Advertência

O Fipronil, um pesticida, é o ingrediente ativo do Frontline. De acordo com o National Pesticide Information Center (Centro Nacional de Informações sobre Pesticidas, em tradução livre), o Fipronil não deve ser ingerido, e a exposição pode causar doenças tanto em animais quanto em seres humanos.

Sintomas

A ingestão de Fipronil pode resultar em sintomas como náusea, dor de barriga, tonturas, salivação e convulsões.

Toxicidade

A dosagem de Fipronil em uma aplicação de Frontline é aproximadamente um quarto da quantidade considerada moderadamente tóxica para os cães, segundo a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos. As reações a uma exposição branda ao Fipronil geralmente cessam sem necessitarem de um tratamento.

Prevenção

Mantenha o produto fora do alcance de crianças e animais de estimação. Aplique o Frontline conforme as instruções e descarte imediatamente o aplicador utilizado. Lave bem as mãos após o uso.

Consulte um veterinário

Consulte um veterinário se você achar que a medicação antipulgas de seu animal de estimação tenha sido aplicada incorretamente ou ingerida acidentalmente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível