Você pode usar Frontline em seres humanos?

Escrito por ticara gailliard | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Você pode usar Frontline em seres humanos?
A reação típica humana a uma picada de pulga é a formação de um pequeno ponto, duro, vermelho, levemente em relevo e comichão sem inchaço (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

O Frontline é um produto usado para controlar pulgas e carrapatos em cães e gatos. Através de uma aplicação, o medicamento mantém pulgas e carrapatos longe do seu animal de estimação por um mês inteiro antes de precisar ser reaplicado. Esse tipo de proteção contra mordidas e picadas pode seduzir algumas pessoas em tentar usar Frontline em si ou outros membros da família. Nesse ponto, torna-se uma questão de segurança para os seres humanos envolvidos.

Outras pessoas estão lendo

Uso em humanos

O Frontline é um pesticida com um ingrediente ativo chamado fipronil, que foi estudado em ratos para monitorar possíveis efeitos secundários devido à sua utilização prolongada. De acordo com o site Ask-the-Vet.com, o fipronil encontrado pode ser possivelmente neurotóxico para cães, bem como foi aos ratos que participaram do estudo, conduzido por KA Jennings e outros da Murray State University, em Kentucky. O estudo foi publicado na revista Veterinary and Human Toxicology. No entanto, os ratos foram expostos a uma quantidade muito maior do que a dose média de fipronil do Frontline. Além de descobrir que a substância química é potencialmente neurotóxica, o estudo a aponta como possivelmente cancerígena em humanos; uma substância cancerígena é qualquer substância que pode causar câncer. Existe também o risco de irritação da pele no local de exposição ao fipronil. Veterinários e tosadores receberam uma advertência, em 1996, no que diz respeito à possível contaminação pelo aumento da exposição a Frontline. Por essas razões, o uso de Frontline em seres humanos é desaconselhável.

Alternativas para humanos

Ainda existe uma possibilidade de controlar pulgas em seres humanos sem o uso de medicamentos para animais, como o Frontline. Comece por se livrar delas em sua casa pode ajudar, além de fazer uso de inseticidas no tapete ou móveis. Mantenha seus animais de estimação bem protegidos contra pulgas, tratando-os com medicamentos, pentes ou banhos antipulgas. Procure usar reguladores de crescimento de insetos. Esses compostos vêm como aerossóis, comprimidos ou aditivos alimentares, e devem ser aplicados a todas as áreas, incluindo a cama dos animais, de modo a remover um grande número de possíveis ovos. Depois de ter tratado a casa uma vez contra pulgas, você pode precisar fazer um segundo tratamento para se certificar que todos os ovos não nasceram, o que ocasionaria uma nova infestação.

Em torno de sua casa ou fora dela, tente usar velas de citronela para impedir que as pulgas apareçam. O citrus e o cedro são repelentes naturais de pulgas. Tente colocar lascas de cedro em torno de sua casa ou velas de cedro acesas. Para prender as pulgas, encha um recipiente raso com água morna e sabão e, em seguida, acenda uma lâmpada sobre o recipiente. As pulgas serão atraídas pelo calor, mas o sabão vai impedi-las de saltar para fora.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível