Como funciona uma bobina de captação em um distribuidor

Escrito por chris gilliland Google | Traduzido por lucas brock
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como funciona uma bobina de captação em um distribuidor
-- (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Propósito

O distribuidor é um componente que integra o sistema de ignição, que encaminha a tensão a partir da bobina de ignição para disparar velas de ignição do motor na sequência. A bobina de captação determina essa ordem de ignição, uma vez que gira dentro do distribuidor através de um sensor magnético no lugar dos platinados mecânicos.

Operação

A bobina de captação consiste em um sensor de efeito Hall, que está alojado dentro de um rotor montado de metal, no topo do eixo do distribuidor. Este eixo é girado por uma engrenagem que é impulsionada pela árvore de cames. O rotor contém aberturas que se abrem por um pequeno espaço entre o rotor e um ímã permanente estacionário. O número de aberturas se correlaciona com o número de cilindros do motor. Conforme o rotor gira, essas aberturas passam em frente ao sensor, expondo o ímã que desencadeia um sinal para o sistema de ignição do automóvel que, em seguida, dispara uma faísca que inicia a ignição.

O efeito Hall

O efeito Hall é produzido quando uma corrente elétrica, ou tensão, atravessa um condutor. Em termos da bobina de captação, o condutor é o sensor. O ímã no interior do rotor produz uma corrente que é captada pelo sensor, assim como pela abertura que passa pelo sensor, a qual é então processada pelo ECU do veículo ou pelo sistema de ignição.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível