Mais
×

Como funciona uma cama magnética flutuante?

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A cama magnética flutuante -- criada pelo arquiteto Janjaap Ruijssenaars em cooperação com a empresa Bakker Magnetics -- é uma cama cara e luxuosa que flutua a 40 cm do chão. A cama usa grandes ímãs superfortes para permanecer no alto. Ela aguenta um peso de até 900 kg.

Imagine dormir em uma cama flutuante (Chris Clinton/Photodisc/Getty Images)

O básico

Ruijssenaars e a Bakker Magnetics apresentaram seu incrível protótipo de cama na Feira dos Milionários que acontece anualmente em Kortrijk, na Bélgica. O designer e seu time trabalharam por mais de seis anos na tecnologia pra fazer a cama funcionar. O design de Ruijssenaars forneceu a inspiração para outros designers, que aplicaram a tecnologia a objetos como uma mesa de centro, uma poltrona e um sofá. A cama está disponível no modelo de casal mostrado na feira e em um modelo de solteiro, com metade do tamanho.

Tecnologia

Ruijssenaars afirma que a cama magnética funciona com a oposição de enormes ímãs industriais. Ao colocar duas fileiras de polos iguais, as camadas se repelem, fazendo com que a cama flutue sobre o solo. Para evitar que a camada de cima deslize para a área externa à camada de baixo e caia no chão, a cama é presa com quatro cabos finos, um em cada canto.

Curiosidades

A revista Time nomeou a incrível cama flutuante -- inspirada, segundo Ruijssenaars, pelo clássico filme de Stanley Kubrick "2001: Uma Odisseia no Espaço" -- uma das melhores invenções de 2006. A cama magnética também fez uma aparição no filme de comédia de 2011 "Arthur", estrelado por Helen Mirren e Russell Brand. A firma que encomendou a cama, a Universe Architecture, criou uma versão especial da cama para a filmagem.

O arquiteto

Ruijssenaars, que é da Holanda, tem recebido muita atenção por sua cama que desafia a gravidade. O inventor -- que também trabalha como professor, palestrante e planejador urbano -- estudou no Colorado, em Barcelona e na Holanda, antes de fundar a Universe Architecture. Ruijssenaars já ganhou o Prêmio Bauwelt por seu trabalho em uma escola primária e o Prêmio de Urbanismo Público Europeu por seu design de um plano situado abaixo da rodovia A8.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article