Como funciona um gerador de energia de bicicleta?

Escrito por jonathan d. septer | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como funciona um gerador de energia de bicicleta?
Essa bicicleta possui um gerador montado acima do pneu frontal (old bicycle image by Derek Abbott from Fotolia.com)

Um gerador elétrico é um dispositivo que converte energia mecânica em energia elétrica usando o eletromagnetismo. Existem muitos tipos de geradores de bicicletas diferentes, mas todos eles utilizam um dínamo e um imã para produzir energia do movimento da bicicleta, que serve para alimentar um farol ou um sistema de luzes dianteiras e traseiras. Tradicionalmente, esses geradores produzem pouca energia e iluminação fraca, mas os avanços tecnológicos recentes estão prestes a mudar isso.

Outras pessoas estão lendo

Nunca muito certo

Tradicionalmente, geradores de luz são fixados em um lugar da bicicleta onde ficam em contato constante com alguma superfície móvel em um dos pneus. Os geradores antigos causam muita resistência e diminuem a velocidade da bicicleta, e a iluminação proveniente deles é muito fraca. As lâmpadas antigas eram conhecidas por queimar prematuramente quando se descia uma ladeira muito rápido. A iluminação era muito fraca e parava de funcionar quando a bicicleta parava de se mover, tornando-a inútil em paradas e semáforos.

Geradores montados

O tipo de gerador mais comum é o montado, também chamado de "garrafa", segundo o especialista Sheldon Brown. Esses geradores são presos ao banco ou ao garfo da bicicleta e têm a forma de uma garrafa. A extremidade da tampa da garrafa fica em contato com a lateral do pneu e, conforme ele gira, a tampa gira junto fazendo com que o dínamo passe pelo imã e mande um sinal elétrico para o sistema de iluminação. É possível desligar esse tipo de gerador ao mover a garrafa de lugar, assim a tampa não encostará mais no pneu.

Geradores de suporte inferior

Um gerador de suporte inferior é afixado abaixo da correia, onde o pedal geralmente fica. Uma mola de roda ou uma roldana é pressionada contra o pneu, e assim que ele gira, ela gira também, alimentando o dínamo e mandando energia elétrica para o sistema de iluminação. Para desligar esse gerador, simplesmente afaste a roda do pneu.

Gerador de eixo de roda

Geradores desse tipo geralmente são construídos no eixo frontal de uma bicicleta. Conforme o pneu gira, o dínamo interno preso à roda também gira e passa pelo imã que deve estar fixo no eixo, alimentando o sistema elétrico. Esse gerador pode ser desligado, mas o dínamo sempre estará ligado e, por consequência, exercerá resistência na roda.

O gerador renascença

Inovações tecnológicas recentes resultaram em diversas empresas fabricantes de peças de bicicleta criando dínamos mais eficientes, da maneira antiga, exceto que, dessa vez, podem ser desligados e diminuem a resistência exercida durante o dia. Esses dínamos são feitos de maneira a coletar e armazenar energia em baterias, possibilitando ao gerador manter iluminação constante, mesmo quando a bicicleta estiver parada. Essa evolução recente conseguiu fazer luzes de gerador uma opção viável perto de luzes recarregáveis e luzes que operam com baterias recarregáveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível