Como funcionam os grampeadores cirúrgicos

Escrito por ken chisholm | Traduzido por bruna latronico
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como funcionam os grampeadores cirúrgicos
Atualmente, os grampeadores vêm substituindo as suturas manuais nas grandes cirurgias (Comstock/Comstock/Getty Images)

Outras pessoas estão lendo

Grampos em cirurgias intestinais

Os cirurgiões frequentemente usam grampos cirúrgicos de aço para fechar segmentos do trato gastrointestinal, principalmente em procedimentos que envolvam a retirada do intestino grosso ou delgado. É utilizado um instrumento parecido com um grampeador linear ou pistola, e ele se fecha em cima do intestino para cortá-lo. O cirurgião ativa o instrumento para cortar e costurar simultaneamente, utilizando os grampos como sutura. Isso permite que haja uma separação limpa no corte, sem o risco de vazamento de conteúdos da luz intestinal para a cavidade abdominal, o que poderia causar infecção grave.

Grampos de aço na cirurgia pulmonar

Instrumentos parecidos podem ser utilizados por cirurgiões torácicos, dentro do tórax, para uma remoção parcial ou completa do pulmão. Assim como nos intestinos, o tecido pulmonar, seus vasos sanguíneos e brônquios adjacentes devem ser cortados e selados, evitando sangramento ou contaminação para a cavidade estéril do tórax (pleura). Esses grampos cirúrgicos são disparados em volta do tecido saudável, recém-cortado, que é incisado simultaneamente.

Grampos para reinserção de tecidos

A cirurgia intestinal tipicamente envolve a conexão de segmentos intestinais para restaurar a função normal do aparelho digestivo. Os dispositivos para sutura são feitos especialmente para fazer um corte limpo e re-anastomose (reinserção) dos segmentos intestinais em apenas um passo do procedimento estéril. Diferente do de corte, esse instrumento é um grampeador circular que corta e sutura a abertura original dos intestinos.

Esse tipo de sutura é feito posicionando o dispositivo cilíndrico, que faz cortes circunferenciais através do tecido intestinal, e os suturam juntos através de uma espécie de pino sobre um eixo. Essa anastomose previne as bordas do tecido de sangrarem e o vazamento de fezes, garantindo uma conexão segura entre os tecidos dos dois segmentos, restaurando a passagem natural de material pelos intestinos.

Grampos na cirurgia de obesidade

A cirurgia bariátrica (cirurgia de tratamento para obesidade) frequentemente envolve o grampeamento estratégico do estômago para reduzir o seu tamanho e a capacidade de armazenamento. O pequeno estômago é conectado a uma alça intestinal para facilitar o movimento rápido da comida direto para as porções intestinais, reduzindo a absorção. Esse tipo de grampeador funciona selando e excluindo uma porção da luz do estômago. Se esse "resto" de estômago precisar ser removido, ele será primeiro cortado e depois costurado, mas se ele for permanecer na cavidade, poderá ser apenas grampeado e isolar a outra área.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível