Funções da junta esférica

Escrito por laura rico | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

As juntas esféricas são componentes importantes em um carro. Elas fazem parte do chassis do veículo que conecta as juntas de direção aos braços de controle próximos às rodas. A junta esférica está ligada à junta de direção e o encaixe em que ela fica está no braço de controle. Essa peça é utilizada na dianteira de carros e caminhões e, além disso, os veículos com suspensão traseira independente também possuem juntas esféricas.

Outras pessoas estão lendo

Sustentar o peso do veículo

As juntas esféricas devem ser capazes de suportar todo o peso do veículo. Alguns veículos têm quatro delas, duas para cada roda dianteira. Na maioria dos casos, quando há uma junta esférica superior e uma inferior, o peso do veículo apoia-se inteiramente sobre a inferior, inserida em uma mola. Tratam-se de juntas de carga e, por conseguinte, elas se desgastam mais rapidamente. Nos casos em que a mola se encaixa na junta superior, ela é a junta de carga e aquela que se desgasta mais rápido. Uma exceção na qual a junta não sustenta o peso do veículo é a suspensão MacPherson. Nesses casos, o suporte sustenta a carga e a junta exerce uma função secundária.

Pivô nas rodas do veículo

As juntas esféricas fazem um movimento de rotação quando o volante é virado para mover as rodas do veículo para a esquerda e para a direita. As juntas são os pontos do pivô entre a junta de direção, que se conecta à roda e aos braços de controle superior e inferior do chassis. Para manter as juntas funcionando bem e reduzir o atrito ao mínimo, elas devem ser lubrificadas regularmente, seja uma vez por ano ou durante as trocas de óleo rotineiras.

Indicar desgastes

O desgaste das juntas esféricas pode ser perigoso, pois, se elas falharem, o motorista perderá o controle do volante. Quando uma junta se degasta, ela não fica tão bem encaixada no lugar quanto antes. Ela indica desgastes de várias maneiras: você pode ouvir um ruído de algo batendo dentro da parte dianteira do veículo ao dirigir sobre quebra-molas ou fazer uma curva fechada; os pneus podem desgastar-se de maneira irregular e o volante pode tornar-se instável. Algumas juntas possuem uma chave para indicar os desgastes (se a chave ficar para fora da junção por um determinado período, a junta estará gasta e deve ser substituída). Mecânicos e proprietários que conheçam bem o veículo podem checar o encaixe das juntas. Se ele estiver frouxo, a junta estará gasta.

Essa peça pode durar de 112.000 a 240.000 km, embora isso possa variar para mais ou para menos. A taxa de desgaste depende das condições da estrada, do uso e da exposição da junta a sujeira, água e sal da estrada. Se somente uma junta estiver gasta, o proprietário do veículo pode substituir apenas uma ou todas elas, o que pode ser mais conveniente a longo prazo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível