Fungos nocivos

Escrito por carl miller | Traduzido por josciel sousa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fungos nocivos
Cogumelo (Image by Flickr.com, courtesy of ????)

Há mais de 70.000 espécies identificadas de fungos, incluindo vários tipos de cogumelos, mofos, trufas, ferrugens e leveduras; alguns estimam que a contagem total de espécies (incluindo as variedades não identificadas) se encontra próxima a 1,5 milhão. Apesar de serem um grupo grande e diverso, existem realmente poucos fungos nocivos. E, dessas poucas variedades nociva, a maioria é de baixo risco. No entanto, há algumas infecções fúngicas que podem levar a complicações graves, especialmente em pessoas com sistema imune suprimido, como aqueles com HIV.

Outras pessoas estão lendo

Dermatófitos

Os dermatófitos são um grupo de fungos que inclui várias espécies relatadas causadoras de dermatofitoses (tinhas). A infecção pode ocorrer em vários lugares na pele e nas unhas; pé de atleta é uma das formas mais comuns de tinhas. O sintoma primário do pé de atleta é uma pele escamosa, coçante e descamativa nos pés e nos dedos do pé. As tinhas criam anéis vermelhos e levemente elevados na pela. Algumas formas de dermatofitose podem causar perda de cabelo ou até mesmo lesões severas. A maioria dos fungos dermatófitos é espelhada pelo contato de pele com pele ou pelo contato com peles descamadas infecciosas.

Cândida

A cândida é um gênero das leveduras, alguns dos seus membros causam uma condição chamada de candidíase. De acordo com o departamento de micologia da University of Adelaide, a candidíase "pode ser localizada na boca, garganta, pele, couro cabeludo, dedos, unhas, broncos, pulmões ou no trato gastrointestinal; ou pode se tornar sistêmica como na septicemia na endocardite e na meningite". As infecções cutâneas tomam a forma de lesões tipo rash rósea a avermelhada, que usualmente convergem, formando uma ou poucas lesões grandes. A candidíase é mais comum em recém-nascidos, idosos e em quem possui o sistema imune comprometido. As formas severas e mais perigosas são as formas oportunistas que afetam apenas aqueles com condições como HIV, leucemia e linfoma.

Cryptococcus

O Cryptococcus é um fungo semelhante à levedura que causa criptococose, uma doença pulmonar, sistêmica ou meningítica. O principal culpado é a variedade C. neoformans, apesar de algumas outras espécies no grupo do Cryptococcus serem ocasionalmente responsáveis pelo criptococose. O C. neoformans afeta praticamente apenas hospedeiros imunocomprometidos (HIV etc.), na maioria das vezes causando meningite, porém algumas vezes levando a infecções cutâneas ulcerativas secundárias. Uma cepa de C. neoformans causadora de criptococose é o C. gattii, que é geograficamente restrito a lugares como o México, a Austrália e a Califórnia do Sul e afeta pessoas com o sistema imune saudável. A criptococose por C. gattii causa lesões cerebrais e pulmonares e, usualmente, resulta em morte.

Aspergillus

O aspergilo, um mofo, é encontrado em vários lugares do mundo, apesar de a maioria dos indivíduos saudáveis ser naturalmente imune aos esporos de aspergilos no ar. No entanto, aqueles com asma ou hipersensibilidade a fungos podem experimentar reações semelhante à asma. Pessoas que tiveram doenças pulmonares recentes estão especialmente mais susceptíveis ao aspergiloma, uma doença de aspergilos que causa a formação de uma bola de fungos dentro de uma cavidade no pulmão, algumas vezes levando a pessoa a tossir sangue. Uma aspergilose invasiva pode acontecer naqueles com sistema imune comprometido e geralmente leva ao óbito.

Stachybotrys Chartarum

O Stachybotrys chartarum é um mofo comum de exteriores que é algumas vezes encontrado dentro de casa em áreas muito úmidas em madeira, papel, placas de gesso e outros materiais de celulose. Ele causa problemas apenas quando é presente dentro de casa; quando os esporos no ar são inalados em grandes doses continuamente, podem causar sintomas semelhantes aos da gripe e algumas vezes causam tosse com sangue.

Cogumelos tóxicos

Como eles precisam ser ingeridos para causar algum mal, os perigos dos cogumelos tóxicos são bem mais fáceis de serem evitados do que alguns dos demais fungos nocivos. Os colhedores de cogumelo iniciantes devem consultar colhedores experientes ou pelo menos ler um guia de campo extenso, para aprender a identificá-los. Muitos cogumelos tóxicos apenas causarão desconforto no estômago ou diarreia, mas alguns podem levar a insuficiência renal completa e morte. Algumas espécies fatais que devem ser identificadas e evitadas são os cogumelos falsos, as galerinas e certas amanitas. Os cogumelos de Jack O'Lantern e a lepiota de esporos verdes são um pouco venenosos, mas não letais. Se você acha que encontrou um cogumelo comestível, primeiro cheque algum tipo de guia, procurando alguma espécie perigosa parecida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível