Como ganhar dinheiro com a faxina de Ano Novo

Escrito por brienne walsh | Traduzido por barbara silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como ganhar dinheiro com a faxina de Ano Novo
A cozinha esconde coisas que não são utilizadas e podem ser vendidas (Getty Images)

"Estimo que cada pessoa tenham um valor entre R$ 9 mil e R$ 16 mil em objetos que não são usados em casa".

— Gail McMeekin, autora de "The Power of Positive Choices: Adding and Subtracting Your Way to a Great Life"

Pensando em limpar a casa? Este ano, em vez de simplesmente tirar a poeira e organizar as coisas, faça uma lista do que possui e considere vender o que não é necessário. "Estimo que cada pessoa tenha entre R$ 9 mil e R$ 16 mil em objetos que não são usados em casa", informa Gail McMeekin, autora de "The Power of Positive Choices: Adding and Subtracting Your Way to a Great Life" (O Poder de Escolhas Positivas: Somando e Subtraindo sua Forma para uma Ótima Vida, em tradução livre). Mesmo que você não possa fazer tanto dinheiro com o que tem entulhado em casa, talvez encontre algum "tesouro" bem embaixo do seu nariz. A forma mais fácil de começar é dividindo itens que podem ser vendidos em quatro cômodos maiores — sala, cozinha, quarto e garagem.

Sala

Como ganhar dinheiro com a faxina de Ano Novo
Venda os livros antigos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Muitas pessoas herdam móveis de pais e avós e eles entulham a sala. "Nós não nos livramos destes objetos por vergonha", explica Debbie Mandel, especialista em controle do estresse e autora de "Addicted to Stress: A Woman's 7 Step Program to Reclaim Joy and Spontaneity in Life" (Viciada em Estresse: Um Programa Feminino de 7 Passos para Recuperar Prazer e Espontaneidade na Vida, em tradução livre). Ela recomenda fazer fotografias dos objetos antes de vendê-los, para manter a memória sem ter o móvel entulhando a casa.

Ao vender móveis, Julie Kearns, fundadora da loja de antiguidades Junket: Tossed & Found, recomenda procurar no fundo e na parte de trás dos objetos marcas ou nomes de fabricantes. Com o nome, ela sugere, pesquise quanto as peças podem valer em sites de compra e venda. "Isso ajuda a determinar se já existe um mercado para o item", completa. É possível vendê-lo pela internet ou dispor em uma loja online.

Outros itens que Julie sugere que podem valer a pena vender incluem abajures, principalmente os anteriores a 1970. As condições e o desenho também são grandes fatores. Um abajur limpo, de preferência com a marca de um fabricante e em excelentes condições (sem nicotina, manchas, etc.) pode chegar a R$ 80 - R$ 100 (ou mais se forem muito bonitos ou modernos), aponta.

Debbie acrescenta que muitas pessoas guardam livros que nunca pretendem ler novamente. Ela sugere embrulhá-los e vendê-los em lotes para uma livraria ou um site de venda de produtos usados.

Cozinha

Muitas pessoas têm eletrodomésticos comprados com as melhores das intenções — o espremedor de frutas, a máquina de fazer pão ainda na caixa — mas nunca utilizados. "Comece livrando-se de aparelhos antigos que só ocupam espaço", sugere Gail.

Aparelhos valem mais dinheiro, principalmente se estiverem em ótimas condições. Mas os objetos que serão vendidos mais caro são pratos antigos e artigos de vidro, principalmente os de 1930 e 1940.

A prataria também pode ser vendida por preços bem altos. "Verifique o nome do fabricante na parte de trás", indica Julie. O nome será útil para determinar se já existe um mercado para os itens. Ela recomenda fazer uma pesquisa avançada com o nome em sites de compra e venda e observar as listas completas — de itens já vendidos — para poder calcular preços competitivos para os objetos.

Outro ótimo site para comprar e revender porcelanas é o Replacements LTD, especializado em louças, vidrarias, colecionáveis, pocelanas e cristais. Apesar de ser uma opção apenas para quem vive nos EUA, você pode obter informações relevantes nele.

Quarto

Como ganhar dinheiro com a faxina de Ano Novo
Procure itens vintage nos quartos (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

Os itens mais óbvios para vender nos quartos são roupas e joias antigas, que podem ser entregues facilmente em lojas de produtos usados. Julie recomenda embrulhar as roupas juntas — mesmo rasgadas ou manchadas — e vendê-las por volume num brechó ou site. "Desde que você seja claro a respeito das condições e da qualidade, as pessoas as comprarão", explica. Isso é ideal principalmente com roupas de bebê, que as crianças perdem rapidamente.

Roupas e joias velhas sem marca? Quanto mais antigas, melhor. Um vestido de qualidade de 1960 sem marca poderá valer R$ 50 a R$ 100. Vestidos de 1940 valem facilmente R$ 160, se estiverem em ótimo estado. As roupas dos anos 1980 vendem bem, mas devem ter um tamanho comum e muitas características da época: o normal é R$ 16 a R$ 48, embora algumas custem mais, explica Julie.

Outros itens que ela indica são lençóis vintage assim como materiais de costura antigos, normalmente feitos em cores ou tecidos que não existem mais.

No entanto, o item do quarto que vale mais é o despertador. "Procure itens de 1950, 1960 ou 1970 com marcas como Westclox, General Electric, Braun ou Bulova", sugere Linda Abrams, autora de "Collecting Under the Radar: Tomorrow's Antiques" (Colecionando Sob o Radar: Antiguidades do Amanhã, em tradução livre) e especialista em coleções americanas. "Caixas coloridas com mostradores malucos ou personagens da Disney são especialmente valiosos".

Linda acrescenta que relógios com temas da era espacial podem valer R$ 320, despertadores com toques diferentes dos anos de 1950 podem chegar a R$ 480 e os despertadores decorados com quadrinhos até R$ 96.

Depósito e garagem

Algo que particularmente vale bastante são objetos para bebês, que podem ser guardados apenas por razões sentimentais. No entanto, não se acomode com eles, Linda explica que peças vintage podem alcançar valores superiores a R$ 640. Ela sugere procurar pratos antigos, que tenham poesias infantis, imagens de animais e temas de bandeirolas, além de louças com temas antigos.

Os objetos mais baratos incluem louças com personagens da Vila Sésamo e Mickey Mouse. No entanto, mesmo que os itens rendam apenas R$ 48, o dinheiro arrecado será melhor do que nada.

Outros itens que poderão ser encontrados na garagem incluem sobras de tecidos de cortinas e estofados que podem ser bem caros se forem raros. Julie também sugere procurar por malas Samsonite forradas com lona ou couro, muitos compradores procuram esses itens para transformá-los em móveis ou em camas de animais de estimação.

As malas vintage (pensando em até 1950) de alta qualidade, em boas condições e sem odores, podem valer de R$ 65 a R$ 100, ela acrescenta.

Na garagem, os objetos mais valiosos são ferramentas, que facilmente podem tornar-se colecionáveis. Linda recomenda procurar por nomes de fabricantes de qualidade como Stanley, marca altamente respeitada e que fabrica ferramentas desde 1850.

Outros itens que devem ser procurados incluem serras Disston, ferramentas conformadoras Underhill ou T.H. Witherby, níveis Davis ou Stratton Bros., plainas Norris, chaves Coes, martelos Cheney e machados Collins. "Espere vender uma ferramenta entre R$ 150 e R$ 1,5 mil se não tiver ferrugem e for feita com materiais finos como ébano ou buxo", explica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível