Gastronomia do mundo: comida indiana fácil

Escrito por mekeisha madden toby | Traduzido por marilei pissaia calegari
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail

Cozinhar comida indiana em casa é mais fácil do que a maioria das pessoas pensam.

Gastronomia do mundo: comida indiana fácil
O curry não é uma especiaria, é uma forma de cozinhar. E não é tão intimidante como parece. (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

As pessoas acreditam que a comida indiana é complexa e que existem muitas especiarias e passos diferentes. Ainda que seja verdade para alguns pratos, a maioria dos pratos indianos é simples de se preparar.

— Sudhir Kandula, finalista do NBC's "America's Next Great Restaurant"

Acomida indiana é perfumada, saborosa e geralmente saudável. Mas muitos se sentem muito intimidados na hora de cozinhar pratos da cozinha indiana em casa a pesar de ser mais fácil e menos complicado que preparar uma lasanha ou tacos. “As pessoas acreditam que a comida indiana é complexa, que existem muitas especiarias e passos a seguir”, diz Sudhi Kandula, finalista do programa da NBC “America’s Next Great Restaurant“. Ainda que isso seja verdade para alguns pratos, a maioria das comidas indianas são simples de fazer. "Eu costumava cozinhar comida indiana para muitos dos meus amigos com coisas que eu encontrava no supermercado", conta o finalista. Susan Simon entende bem sobre a simplicidade da cozinha indiana. Sua loja, India Sweet & Spices, na cidade de Culver, California, está aberta desde 1985. Uma das prateleiras oferece masala, uma mistura de especiarias, acompanhada de uma receita para fazer frango. Os americanos compram muitas especiarias indianas pelo sabor e benefícios à saúde”, diz Simon, que trabalhava na loja antes de ser a dona em 2009. Para ela, as especiarias são o coração da cozinha indiana.

Segurança em casa

Qualquer grande cidade oferece uma grande oferta de restaurantes indianos.

Mas, como indica Kavita Gunda Bouknight, “sair para comer comida indiana e fazer em casa são coisas muito diferentes”.

Bouknight é esposa e mãe. Seus pais cozinhavam pratos indianos. Ela e suas amigas devoravam as chamuças que o pai dela fazia. Para Kavita, o truque para fazer comida indiana em casa é ser consciente.

“Deveriam existir mais programas gastronômicos específicos sobre comida indiana para cozinhar em casa mais facilmente”, conta Bouknight. “Os canais estão repletos de comida italiana, mas a exposição da comida indiana é limitada.”

Kandula espera corrigir isso. No momento que este artigo foi publicado, ele estava com os primeiros estágios para iniciar uma rede de restaurantes indianos e um programa de comida indiana na TV.

“Adoro desvendar os mitos da comida indiana e as pessoas não devem temer na hora de cozinhar”, diz Kandula, que trabalha na área de tecnologia mas se formou em um programa de chef de cuisine do Paris Le Cordon Bleu.

Kandula usa como exemplo a receita alternativa para fazer chamuças.

“O que tem de errado nas chamuças?", pergunta. “É feito com batata, ervilhas e cenouras. É picante e saborosa, envolvida em uma massa frita, crocante e deliciosa”.

Kandula conta que as pessoas que não estão familiarizadas com a culinária indiana evitam fazer chamuças caseiras porque não sabem como dobrá-las. Não querem fritar porque têm medo que estourem. O finalista do programa da NBC ensinou como lidar com este problema durante a sua participação no “America's Next Great Restaurant”.

“Cozinhei em uma máquina de fazer pão, no lugar de fritá-las”, explica Kandula. “Não usei nenhum ingrediente especial. Usei batatas, ervilhas e cenouras, pimenta fresca, alho e gengibre, algumas sementes de mostarda e um pouco de especiarias. Muito simples!”, conta.

Kandula, especialista em comida indiana, também recomenda um simples prato de feijões verdes com coco tostado, pimenta-vermelha seca, tacos de grão-de-bico, couve-flor com sementes de mostarda, especiarias e pimenta chile seca. Este ultimo, pode ser servido com arroz.

Os ingredientes chave e suas terminologias.

Os elementos da comida indiana podem dar sabor a pratos que não são da gastronomia indiana.

“Cresci comento todo tipo de vegetais. Nunca entendi porque meus amigos e companheiros de escola não comiam, até que visitei as casas deles e comi os vegetais da maneira que eles preparavam", conta Bouknight. “A cantina da escola era igual. Colocavam o queijo em tudo para ficar com um gosto melhor”.

Para Bouknight, os vegetais e a maioria das comidas podem ficar mais deliciosos com um pouco de especiaria indiana.

“Tudo que você precisa é gengibre e alho fresco”, diz ela. "Estes dois ingredientes são fácies de encontrar e fazem que o prato fique mais saboroso”, complementa.

Kandula também é um grande fã do alho e do gengibre, assim como das cebolas, sementes de mostarda, cúrcuma e pimentas secas e frescas. Mas os ingredientes são somente uma parte do quebra-cabeças. Muitas pessoas não sabem usar os ingredientes da comida indiana.

“Chamuça não é uma especiaria, é uma mistura de várias”, explica Kandula. “E o curry não é somente um pó ou uma especiaria. É uma maneira de cozinhar”, esclarece o especialista.

O impacto cultural

A jornalista e personalidade da TV, Maria Menounos, está aprendendo a cozinhar comida indiana com um amigo. Ela conta que a melhor forma de superar o medo de cozinhar algo novo é simplesmente tentando.

“As pessoas ficam nervosas quando se trata de comidas étnicas porque faz parte da cultura dos outros”, comenta Menounos, descendente de gregos.

"Basta tentar e fazer o seu melhor", aconselha a jornalista. "Pode não ficar tão saboroso quanto um prato autêntico de um restaurante especializado. Mas, e daí?! A ignorância é uma benção", opina Menounos.

A exposição é o segredo para ganhar confiança com os novos alimentos. Apesar da comida indiana não ser tão popular e aceita como a gastronomia italiana e mexicana, Kandula acredita que poderia ser um bom rival para o sushi.

“Você precisa de tempo", diz Kandula. "A comida italiana tem cerca de 150 anos no país. E a mexicana, cerca de 75 anos de vantagem. Mas o sushi é relativamente novo. É saudável e se come rápido. Quem teria imaginado que os ocidentais comeriam peixe cru?", questiona o especialista.

Não perca

Recursos

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível