Como fazer um gato aceitar um filhote

Escrito por susan paretts Google | Traduzido por alessandra martins
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer um gato aceitar um filhote
Dê a mesma atenção para seu gato e para o novo filhote (Duncan Smith/Stockbyte/Getty Images)

Ao decidir adotar um novo filhote para sua família, você pode causar estresse ao seu gato atual. A chegada de um filhote, em vez de um adulto, faz com que a aceitação seja mais fácil, já que um filhote não ameaça a dominância do gato mais velho. Dependendo da personalidade do animal, ele pode aceitar o filhote rapidamente, em poucos dias, ou nos próximos 8 a 12 meses, de acordo com a Sociedade Americana de Prevenção de Crueldade contra Animais. Eventualmente, os dois podem até se tornarem amigos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Caixas de areia
  • Comida para gatos e vasilhas de água
  • Camas para gato
  • Guloseimas para gatos
  • Brinquedos para gatos
  • Borrifador de água

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Deixe o filhote em um quarto separado pelos primeiros dias depois de trazê-lo para casa. Dê a ele uma caixa de areia, comida e vasilhas de água, e uma cama confortável. Forneça também brinquedos e passe tempo com ele para que o filhote vá se acostumando com você e com os outros membros da casa. Durante este período, passe a mesma quantidade de tempo com o seu gato mais velho, fora do quarto do filhote.

  2. 2

    Deixe guloseimas em ambos os lados da porta do quarto do filhote para encorajar ambos os gatos a se aproximarem e senti o cheiro do outro por baixo da porta.

  3. 3

    Coloque também um brinquedo nos dois lados da porta, para incentivar os gatos a brincarem um com o outro usando as patas por baixo da porta.

  4. 4

    Deixe o seu gato entrar no quarto do filhote enquanto este explora o resto da casa. Isto permite que um sinta o cheiro do outro. Dê guloseimas aos dois. Prenda o filhote novamente no quarto, com o mais velho do lado de fora.

  5. 5

    Deixe o filhote sair do quarto e conhecer o seu gato atual. Não force o encontro, apenas deixe que o filhote encontre o animal mais velho ou vice-versa. O seu gato poderá inicialmente emitir silvos ou rosnados para o filhote, fique calmo e não interfira, pois ele está apenas mostrando ao filhote que ele detém a posição dominante na casa. Se o gato tentar brigar ou machucar o filhote, borrife um pouco de água para distraí-lo, e então coloque os animais em cômodos diferentes para um intervalo de cinco minutos.

  6. 6

    Supervisione todas as interações iniciais entre seu gato e o filhote, dando a eles seu próprio espaço para evitar brigas por territórios.

  7. 7

    Forneça aos bichanos uma caixa de areia para cada um e uma terceira extra, em um lugar calmo e de fácil acesso da sua casa.

  8. 8

    Alimente os gatos próximos um do outro, mas cada um em seu próprio espaço, para que eles não pensem que precisam competir pela comida.

  9. 9

    Chame ambos os gatos para brincar usando brinquedos interativos com corda ou com laser. Quando um animal mostrar comportamento positivo em relação ao outro, dê uma guloseima para eles. Isto fará com que associem a interação com uma experiência boa.

  10. 10

    Dê recompensas para comportamento que mostre a criação de vínculos, como limpeza mútua, brincadeiras não agressivas ou sentar-se perto um do outro, com uma guloseima para cada animal, junto com um elogio verbal.

Dicas & Advertências

  • Considere adotar dois filhotes ao mesmo tempo, especialmente se você tem um gato mais velho. Os filhotes podem brincar um com o outro e deixar o felino mais velho sozinho, reduzindo o estresse sobre ele.
  • Dê aos dois gatos esconderijos suficientes, utilize o espaço na vertical para dar a eles um condomínio para escalar e sentar.
  • Certifique-se de que o novo filhote e seu gato atual estão com todas as vacinas em dia, fizeram testes para detectar doenças transmissíveis e estão livres de parasitas antes de deixá-los se encontrar e passar tempo juntos.
  • Não puna nenhum dos animais por soltar silvos ou rosnados para o outro, pois encoraja a associar negativamente este comportamento em relação ao outro, tornando assim mais difícil que eles se deem bem.
  • Nunca separe uma briga entre gatos porque você pode se machucar, em vez disso, borrife água sobre eles para distraí-los ou faça um barulho alto para acabar com a briga.
  • Se ambos os gatos continuarem a reagir violentamente ao outro, separe-os e repita as instruções de maneira mais devagar, durante um período de dois a três meses. Se o comportamento continuar, você terá que encontrar uma nova casa para um dos animais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível