Mais
×

Como saber se meu gato tem pedra nos rins

Atualizado em 21 março, 2017

Os sinais de pedras nos rins (cálculos) de seu gato, que são chamadas pelo termo médico de "urolitíase felina de oxalato de cálcio", são extremamente semelhantes aos observado em outras formas de doença do trato urinário dos felinos. A veterinária Lisa Pierson adverte os donos de gatos que não só as pedras nos rins e outras formas de cistite são dolorosas para o animal; elas podem bloquear a produção de urina e resultar em uma ruptura da bexiga. Você pode perceber determinados comportamentos no gato que o levem a acreditar que ele tem pedras nos rins. Mas um diagnóstico positivo só pode ser feito por um veterinário qualificado por meio de testes específicos.

Instruções

Existem alguns sinais que seu gato possa dar que sugerem pedras nos rins (George Doyle & Ciaran Griffin/Stockbyte/Getty Images)

    Informações básicas

  1. Observe se seu gato está dentro do grupos de "alto risco". De acordo com um artigo de março de 2004 na DVM Newsmagazine, os gatos machos são mais propensos a ter pedras nos rins do que as gatas, e os castrados apresentam mais risco do que os que não são. A idade média dos que sofrem de pedras nos rins é em torno de oito anos de idade (meia idade). Enquanto estes cálculos podem ser encontrados em qualquer gato, algumas raças também são mais propensas: himalaia, persas, ragdolls, havana browns e scottish folds.

  2. Preste muita atenção aos hábitos de banheiro. Procure por sinais de esforço enquanto ele urina ou "pinga" xixi. Observe se o animal urina com frequência em pequenas quantidades. O uso de areia de aglutinação pode ajudá-lo a determinar quantas vezes seu bichano se alivia. Pode haver sangue na urina também. Pierson afirma que, muitas vezes, sujar a casa (fazer xixi em outros lugares além da caixa de areia) pode acontecer.

  3. Observe se o seu gato tem outros sinais não relacionados com a urina. Pedras nos rins podem deixá-lo apático e deprimido. Ele pode vomitar ou mostrar uma perda de interesse em alimentos ou às vezes não comer nada, se a situação for grave.

  4. Leve seu gato a um veterinário para receber um diagnóstico definitivo. Raios-X e ultrassons são dois métodos utilizados para determinar a presença de pedras nos rins (e pedras na bexiga). O veterinário provavelmente irá coletar uma amostra de urina do animal de estimação para excluir ou identificar outras formas de doença do trato urinário inferior dos felinos.

Dicas

  • Pierson realça a necessidade de ingestão adequada de água para prevenir e tratar doenças que envolvem os rins e bexiga. Uma dieta rica em água (alimentos enlatados) pode ser apropriado para o animal de estimação.

Aviso

  • Se o gato vai para a caixa de areia, mas não está urinando, contate um veterinário imediatamente.
  • Se o animal tiver pedras nos rins, o tratamento cirúrgico muitas vezes é necessário.

O que você precisa

  • Areia de gato de aglutinação (de preferência sem perfume)
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article