Gatos: micose na orelha

Escrito por crystal bench | Traduzido por aline fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Gatos: micose na orelha
Cuide da saúde do seu gato (cat portrait image by Matthew Antonino from Fotolia.com)

Algo que cause desconforto em seu gato lhe incomodará tanto quanto ao seu animal. Se o seu gato tiver contraído o fungo causador da micose, ele pode ficar com feridas dolorosas em suas orelhas sensíveis. Como seu dono, cabe a você encontrar um tratamento que trará alívio para o seu gato.

Transmissão

A micose é contagiosa e é transmitida pelo contato com os esporos do fungo. A transmissão pode ocorrer por meio do contato direto com a pele infectada de um gato ou pelo contato com esporos no ambiente. O seu gato pode contrair micose por dividir espaço ou compartilhar ferramentas de higiene com um gato infectado.

Os gatos mais suscetíveis são os filhotes, os idosos e os de pelos longos. Os persas parecem ser mais propensos à micose do que outras raças.

Sintomas

Um caso de micose causa pequenas feridas redondas e sem pelos na pele do gato. A micose na orelha pode ser identificada mais cedo do que em outras partes do corpo, pois o pelo nas orelhas costuma ser mais curto e não cobrirá as feridas. A ferida exposta pode parecer escamosa ou inflamada. Pode haver pústulas nas feridas, e o gato pode demonstrar desconforto, coçando as orelhas. É importante lembrar que as fases iniciais da doença podem ser assintomáticas. Conforme a doença progride, as feridas podem crescer e afetar partes maiores do corpo.

Diagnóstico

Existem três formas principais de diagnosticar a micose. Um tipo especial de luz negra, chamada de lâmpada de Wood, faz com que algumas variedades de fungos fluoresçam, ou brilhem, com uma cor de maçã-verde. Esse método é bem sucedido no diagnóstico de cerca de metade das variedades de fungos causadores da micose. Alternativamente, o seu veterinário pode arrancar alguns pelos em torno das feridas e analisá-los sob um microscópio. Esse método diagnostica com sucesso a micose em 40% a 70% dos casos. O método mais confiável para o diagnóstico é fazer uma cultura. O seu veterinário coletará uma amostra de pele da ferida do seu gato e realizar uma cultura projetada especificamente para identificar micose.

Tratamento

Pequenas lesões nas orelhas serão tratadas com um tratamento tópico. Os gatos de pelos longos geralmente precisam ter os pelos aparados antes de receberem esse tratamento. O preferido é uma calda sulfocálcica, que cheira mal e pode deixar o pelo do seu gato com uma cor amarelada temporariamente. Um gato com um caso grave de micose pode precisar de um agente antifúngico oral para tratar a infecção. Se o tratamento com um creme tópico não surtir efeito após duas a quatro semanas, o seu veterinário também pode receitar um agente antifúngico oral.

Prevenção

Para prevenir uma recorrência de micose, limpe todas as ferramentas de higiene, as tigelas de comida e água e as áreas de estar. Limpe qualquer superfície com uma solução de 10% de alvejante, desde que não danifique o material. Lave travesseiros e cobertores em água muito quente. Passe o aspirador de pó nos móveis e nas cortinas e limpe os seus tapetes a vapor. Evite varrer e tirar o pó a seco, pois isso lançará os esporos de fungos no ar. Não compartilhe ferramentas de higiene com outros donos de gatos.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível