Como os gestores do sexo masculino e feminino lidam com os diferentes conflitos?

Escrito por helen trencher | Traduzido por jessica araujo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como os gestores do sexo masculino e feminino lidam com os  diferentes conflitos?
Diferenças de gênero influenciam os estilos na manipulação de conflitos entre gestores (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

Conflito no local de trabalho - o choque de diferentes ideias, valores, objetivos e necessidades - é um subproduto inevitável sempre que indivíduos ou grupos trabalham em conjunto. Se bem gerido, o conflito pode levar a melhores resultados de qualidade. Até certo ponto, existe uma diferença discernível entre os estilos de manuseamento de conflitos entre gestores do sexo masculino e do sexo feminino.

Outras pessoas estão lendo

Estilos relacionais e competitivo

As diferenças de gênero na gestão de conflito estão relacionadas em parte com as tendências de gênero que têm raiz em uma criança. Mulheres refletem um estilo "relacional" de interação, que inclui expressar suas percepções e sentimentos, conectando e fornecendo uma maior quantidade de discurso educado, pedidos e nível de detalhe. Essa comunicação é mais vaga e apologética. Os homens refletem um estilo de interação mais "competitivo" para resolver problemas. Isso inclui interrupções, juramento e prestação de informações mais sucintas com menos conteúdo emocional.

Manuseio de argumentos

A maneira com que os gerentes masculinos e femininos lidam e reagem a argumentos pode impactar como e se os conflitos no local de trabalho podem ser resolvidos amigavelmente. As mulheres têm uma necessidade de ter seus sentimentos validados, e os homens respondem melhor à aprovação do que desaprovação. Gerentes do sexo masculino e feminino refletem - consciente ou inconscientemente - essa importante diferença em como eles se comunicam entre si e como eles fazem a gerência dos seus subordinados. Estar ciente das necessidades das pessoas com quem eles se comunicam e atender a essas necessidades de uma forma profissional podem ser um longo caminho para se resolver ou até mesmo evitar argumentos.

Influência da posição de poder

Enquanto que o gênero parece afetar a forma como os gestores lidam com o conflito, a posição de poder também influencia a direção das negociações. Aqueles em uma posição mais elevada do poder, sejam eles homens ou mulheres, são mais competitivos e esperam mais controle e uma maior cooperação. Talvez as diferenças percebidas de gênero na gestão de conflitos decorrem mais das desigualdades de status e poder: nos Estados Unidos, mais homens estão em posições de poder do que as mulheres.

Eficácia percebida dos papéis de gênero

A cultura também influencia as percepções estereotipadas de como efetivamente as mulheres e os homens lidam com o conflito no local de trabalho: os gerentes do sexo masculino são considerados mais eficazes se usarem um estilo mais dominante, enquanto gerentes do sexo feminino são consideradas mais eficazes se aplicarem um estilo mais prestativo. No entanto, gerentes do sexo masculino e do sexo feminino que aplicam de forma eficaz as melhores características de ambos os sexos - um estilo mais andrógino de lidar com conflitos - poderiam ser mais adequados para gerir as complexidades de um trabalho do século XXI.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível