A glicerina como um hidrótropo

Escrito por agnes osinski | Traduzido por mariana piastrelli lauria
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A glicerina como um hidrótropo
A glicerina é um ingrediente comum em sabonetes e cosméticos (soap container image by timur1970 from Fotolia.com)

O uso de compostos químicos potentes vai além das instalações de laboratórios e indústrias, e muitos de nós não têm conhecimento da natureza dos compostos químicos que usamos diariamente para cuidar de nossas casas e carros. Devido a preocupações em relação à saúde e ao ambiente, existe um desejo de se utilizar compostos mais seguros e menos tóxicos. Hidrótopos são compostos que dão aos agentes de limpeza o poder para limpar. Existe uma preocupação sobre o tipo de hidrótropos disponíveis, uma vez que alguns são tóxicos para o meio ambiente. Cientistas consideram os derivados de glicerina, por outro lado, como substitutos seguros e eficazes.

Outras pessoas estão lendo

Definição de hidrótopo

Um hidrótropo é um composto orgânico que faz com que seja possível dissolver alguns compostos em água. Em outras palavras, um hidrótropo é um solvente capaz de dissolver compostos de superfícies de revestimento, tais como tinta.

Para que um hidrótropo dissolva uma determinada substância, ele evita a formação de uma estrutura cristalina. Essa estrutura cristalina é o que permite que um composto tal como a tinta seja o revestimento adequado de uma superfície. O hidrótopo rompe a estrutura que dá à tinta seu poder de permanência. Então, se você tem uma mancha de tinta, precisa de um hidrótopo para dissolvê-la e removê-la.

O que é glicerina?

A glicerina é a forma impura de glicerol (C3H5 (OH) 3). Ela é derivada de animais e gorduras vegetais, e é o subproduto do sabão. A estrutura da glicerina faz com que ela seja um composto multi-facetado com muitos usos, tais como um umectante, plastificante, um emoliente, um espessante, um solvente, meio de dispersão, lubrificante, edulcorante, um agente encorpante, anti-congelante e auxiliar de processamento. É não-tóxica, incolor e inodora.

A glicerina é altamente estável e compatível com outros agentes químicos. De acordo com Kaila Westerman, muitas coisas se dissolvem na glicerina mais facilmente do que na água e no álcool, sendo, portanto, um excelente solvente.

Disponibilidade

Existem chances de você já ter comido alguma glicerina e colocado algum componente em sua pele. Pelo fato de a glicerina ou glicerol não ser tóxica, ela é encontrada em inúmeros produtos, incluindo alimentos, medicamentos e cosméticos. O glicerol é o que faz com que o sabão tenha uma consistência líquida e fluida. É também adicionado ao sorvete para uma textura lisa. Os chamados cookies caseiros ficam úmidos devido ao glicerol. Frutas secas, como passas, ficam borrachudas depois de serem embebidas em glicerina. Até mesmo o poder de amaciamento de sua loção de mão vem da capacidade do glicerol em tirar a umidade.

Junto com alimentos e cosméticos, a indústria automóvel depende fortemente do glicerol, uma vez que este composto mantém as juntas de cortiça flexíveis. Como um lubrificante, o glicerol é também altamente desejado na indústria têxtil.

Como a glicerina é um hidrótopo?

De acordo com a Royal Society of Chemistry, os hidrótropos mais comuns são éteres que vêm do glicol etileno. O problema com esses compostos é que eles são tóxicos e foram proibidos para uso farmacêutico, médico e doméstico. Derivados de glicerol, no entanto, são bons substitutos não tóxicos com propriedades comparáveis aos ​​hidrotrópicos. Como um solvente, quando o glicerol se dissolve na água, impede o líquido de alcançar qualquer poder de permanência, e assim o líquido de revestimento já não pode se ligar à superfície novamente. Uma vez que o glicerol é abundante e não-tóxico, torna-se uma opção sustentável.

Soluções ecológicas

O futuro parece otimista para o desenvolvimento de produtos químicos mais seguros. Nem todos os produtos químicos são ruins para nós. A glicerina é um exemplo de um composto muito comum que vai nos ajudar a diminuir a nossa dependência em relação a outros componentes mais tóxicos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível