×
Loading ...

Como fazer um gráfico com o eixo Y quebrado

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Um gráfico com o eixo Y quebrado pode permitir a representação de dados na forma mais eficaz possível, mas deve ser usado com cautela. Faz sentido criar uma interrupção no eixo Y de um gráfico se a intenção for mostrar apenas dados relevantes ou possibilitar a exibição de todos os pontos em um único gráfico. Contudo, tenha cuidado com casos em que fazê-lo pode gerar um gráfico enganoso.

Instruções

Decida se usar um eixo Y quebrado seria eficaz ou enganoso (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)
  1. Decida se seria útil ou confuso quebrar o eixo Y ao apresentar os dados em um gráfico. Uma situação em que é útil fazê-lo é quando parte dos dados estão dentro de um intervalo e outra parte está em um intervalo de valores bem mais altos. Por exemplo, se alguns dados estiverem dentro de 0 a 1.000 e outros estiverem dentro de 22.000 a 25.000, seria sensato criar uma interrupção no eixo Y entre 1.000 e 22.000.

    Loading...
  2. Decida se é possível omitir a porção do gráfico que vai de zero a certo número se não houver dados nessa faixa. Por exemplo, se não houver dados independentes entre 0 e 50, é possível criar uma interrupção após essa faixa, de modo que o primeiro número do eixo Y seja 50. Contudo, se o resultado após a montagem do gráfico parecer desproporcional, seria melhor não quebrar o eixo. Por exemplo, se estiver montando um gráfico de tarifas de táxi por empresa e o eixo Y incluir valores como R$ 24,00; R$ 26,00; R$ 28,00 e R$ 30,00; omitir a região entre 0 e R$ 23,00 poderia levar a um resultado confuso, pois as taxas pareceriam ter uma diferença mais extrema entre si do que elas realmente têm.

  3. Desenhe os eixos X e Y.

  4. Escreva os números das escalas, de intervalos iguais, em distâncias iguais ao longo dos eixos X e Y, até o ponto em que deseja criar a quebra de escala.

  5. Indique a quebra de escala no eixo Y por meio do desenho de dois travessões diagonais paralelos entre si na região apropriada do eixo. O travessão de baixo deve estar à esquerda do outro.

  6. Continue escrevendo os outros números da escala do eixo Y após a interrupção, retornando ao mesmo padrão de intervalos anterior a ela.

  7. Escreva os dados no gráfico e indique a quebra de escala dentro das barras ou linha, dependendo do tipo de gráfico. Para um gráfico de barras, deixe um espaço vazio margeado por dois travessões paralelos dentro de cada barra do gráfico, de modo que o espaço fique alinhado à quebra de escala do eixo. Para um gráfico de linha, deixe um espaço vazio dentro da linha, no mesmo alinhamento da quebra de escala do eixo.

Loading...

Dicas

  • Algumas vezes, ao invés de ser indicado por travessões diagonais, um eixo Y quebrado pode ser denotado por um travessão triangular apontando para a direita.

Referências

Loading ...
Loading ...