Gravidez na adolescência e depressão

Escrito por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Gravidez na adolescência e depressão
A gravidez precoce está associada a casos de depressão entre jovens (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Especialistas apontam que a gravidez está entre as principais causas de depressão na adolescência. De fato, ter um filho não planejado no auge da juventude é um baque que desequilibra a vida de milhares de adolescentes todos os anos no Brasil. Em um período de intensas mudanças físicas, psicológicas e sexuais, essa é uma fase de transição na qual os jovens buscam definições para a vida futura. Uma gravidez não desejada acelera o período de maturidade de uma forma que gera desorientação e pode desencadear comportamentos depressivos.

Outras pessoas estão lendo

Gestação na adolescência

Ao contrário do que muitos podem pensar, a gravidez na adolescência não é um acontecimento incomum. De acordo com estudos do IBGE, o período de redução da fecundidade no Brasil não modificou a taxa de mulheres jovens que ficam grávidas precocemente. Também por sentir-se menos preparados para a maternidade ou paternidade, muitos jovens acabam desenvolvendo depressão. O resultado costuma ser prejudicial para a família e para o jovem, que passa a adotar comportamentos impulsivos e destrutivos.

Gravidez na adolescência e depressão
A gravidez na adolescência é mais comum do que se imagina (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Comportamento destrutivo

A depressão se caracteriza pela presença de alguns fatores que se manifestam praticamente de forma diária: sentimento de tristeza profunda, insônia, perda brusca do apetite, fadiga, sentimento de culpa e inutilidade e pensamentos recorrentes de morte ou suicídio. A depressão na gravidez ocorre por um sentimento de vida desperdiçada ou futuro interrompido. A nova criança é vista como um obstáculo que os jovens acreditam ser inconciliável o próprio futuro. O risco de apresentar depressão é cerca de duas vezes maior entre as mulheres.

Gravidez na adolescência e depressão
A depressão na adolescência pode causar comportamentos destrutivos e outros transtornos psíquicos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

A importância dos pais

Os pais também vivem um dilema com a gravidez precoce dos adolescentes porque eles não sabem como agir. É preciso apoiar os filhos e oferecer ajuda nesse momento delicado, mas sem retirar a responsabilidade deles. A situação deve ser tratada com muito diálogo e compreensão. Os adultos devem oferecer apoio, carinho e compreensão, incentivando o amadurecimento durante o processo. Em casos de diagnósticos de depressão, é preciso dar o suporte para que os filhos procurem ajuda médica especializada.

Gravidez na adolescência e depressão
O acompanhamento e apoio dos pais é fundamental durante a gravidez de uma adolescente (Nick Daly/Digital Vision/Getty Images)

Combate à depressão

Apoio, diálogo, suporte e carinho ajudam no combate à depressão. Toda a família e amigos devem estar presentes nesse momento complicado na vida do adolescente prestes a ter um filho. Procurar ajuda médica é indispensável. Nas sessões de terapia comportamental, o paciente aprende a buscar prazer nas atividades do dia a dia, lidando com as dificuldades pessoais, a imaturidade e a frustração da gravidez precoce. Casos mais sérios são acompanhados por medicações especiais, receitadas pelos profissionais da área.

Gravidez na adolescência e depressão
O acompanhamento médico é importante na hora de preparar o adolescente para essa nova etapa da vida (Jupiterimages/Creatas/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível