Guia de manutenção da caminhonete Nissan Frontier

Escrito por chris moore | Traduzido por valeria jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Guia de manutenção da caminhonete Nissan Frontier
A manutenção da Nissan Frontier é muito simples de ser realizada (Scott Olson/Getty Images News/Getty Images)

A caminhonete Nissan Frontier precisa de manutenção regular, como qualquer veículo. Os fluidos e outras peças precisam ser trocados em determinados intervalos de tempo ou de quilometragem. Eles também devem ser verificados regularmente para ver se precisam ser substituídos mais cedo.

Outras pessoas estão lendo

Verificação

Como a maioria dos veículos, verifique os níveis dos fluidos e os pneus semanalmente ou a cada 400 km. Os fluidos incluem o óleo do motor, o líquido de arrefecimento, o líquido de limpeza do para-brisa e o fluido de freio. O óleo usa uma vareta ligada na tampa de abastecimento, enquanto os outros fluidos têm indicadores em seus tanques/reservatórios. Ao verificar a vareta, limpe todo o óleo e insira-a de volta no bocal de enchimento, para obter a leitura. No caso dos pneus, procure irregularidades na banda de rodagem, para ver se estão vazios (mais desgaste na lateral da banda de rodagem) ou muito cheios (mais desgaste no centro da banda de rodagem). A profundidade dos sulcos deve ser pelo menos 15 mm, um medidor de profundidade de pneu ajuda a verificar isso. Se o veículo tiver uma transmissão automática, verifique o fluido a cada 4.800 km, que usa uma vareta muito parecida com a do óleo do motor. O fluido da transmissão manual deve ser verificado a cada 24 mil km ou anualmente; desaperte o bujão de enchimento do fluído da transmissão (não o bujão de drenagem) e use o dedo mindinho para verificar se o nível está, pelo menos, perto da parte inferior do orifício do bujão.

Substituições

Mais importante do que outra coisa é a troca de óleo e filtro do motor a cada 4.800 km ou três meses. Drene o óleo do cárter de óleo, desaparafuse e substitua o filtro com uma chave de filtros e adicione 4 L de óleo novo no bocal de enchimento; 5W-30W é o preferido, especialmente em condições abaixo de zero, mas pode-se usar um 10W-30W em clima quente. O fluido de freio e da transmissão automática deve ser trocado a cada 48.000 km, juntamente com os filtros de ar e combustível. A drenagem e o abastecimento do fluido de transmissão automática são muito parecidos com a do óleo do motor, mas você precisará remover o fluido do cárter e o filtro dentro dele para limpá-los antes de adicionar o novo fluido. O fluido de freio é retirado facilmente do reservatório do cilindro-mestre com uma pipeta ou outro dispositivo de sucção. A caixa do filtro de ar está perto do lado esquerdo do motor, com duas porcas removíveis na parte superior. O filtro de combustível é montado perto do tanque, na soleira direita; atenue a pressão de combustível, removendo o relé da bomba de combustível e solte os grampos de entrada/saída de mangueiras, para desligar o filtro.

Velas de ignição

Para remover uma vela de ignição para verificação/substituição, retire o cabo torcendo a ponta para frente e para trás e use uma chave catraca com um soquete de vela de ignição para retirá-la do motor. Um multímetro pode testar a área entre os eletrodos da vela de ignição, que precisa passar gradualmente entre os eletrodos com alguma resistência. Para instalar as velas, torça-as no lugar com a mão, aperte-as com a chave catraca e, em seguida, coloque os cabos de volta no lugar. As velas de ignição devem ser inspecionadas a cada 96.500 km e trocadas a cada 160.000 km.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível