Mais
×

Guia de sobrevivência para se hospedar num hostel

Allan Danahar/Photodisc/Getty Images

Introdução

Os hostels são opções bastante atraentes de hospedagem na hora de fazer turismo e conhecer outras cidades. Muito populares no exterior, aos poucos esse tipo de negócio está ficando cada vez mais famoso também no Brasil. Por aliarem um bom preço com uma experiência de socialização com jovens do mundo todo, muita gente prefere essa alternativa aos hotéis, onde é um pouco mais difícil fazer amizades. Porém, antes de reservar sua estadia, conheça algumas dicas para você curtir a sua hospedagem nesse sistema e não se arrepender depois!

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Pesquise antes de reservar

Pode parecer uma dica básica, mas antes de reservar a sua hospedagem, pesquise antes sobre o que dizem do hostel na internet. Não confie somente nas informações que a página lugar fornece. Procure comentários de outros viajantes em sites como "Trip Advisor" e "Hostel World", onde turistas comentam sobre suas experiências, prós e contras de cada local. Em geral essas páginas possuem comentários bastante fiéis e podem fazer diferença na hora de reservar um lugar para ficar. Alguns detalhes como limpeza, nível de barulho e até mesmo sobre a segurança do hostel podem ser destacados nos comentários, ajudando você a ter uma melhor noção do serviço do local antes de confirmar a reserva.

Thomas Northcut/Lifesize/Getty Images

Localização

Assim como no mercado imobiliário, na hora de reservar um lugar para se hospedar o mais importante é a localização. Um hostel situado numa região importante da cidade e de fácil acesso de transporte a outros pontos turísticos é essencial para que a viagem seja aproveitada ao máximo. Assim você evita gastar muito tempo e dinheiro com deslocamentos e ainda fica próximo a locais interessantes. Porém, fique atento à segurança na área ao redor do hostel. Às vezes a região central de uma cidade pode ser traiçoeira. Mesmo que o local esteja perto de tudo, evite ficar aí se o bairro possuir um histórico de assaltos.

Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images

Quartos compartilhados

A maioria dos hostels possui uma tarifa barata por ter quartos onde várias pessoas se hospedam, muitas vezes chegando a até 14 camas. Cabe a você julgar se vale a pena ou não dormir num cômodo com tanta gente diferente. O ponto positivo é o preço barato, porém o negativo é a perda da privacidade, já que você será obrigado a conviver com pessoas desconhecidas, que muitas vezes podem prejudicar bastante seu sono. Caso prefira algo mais exclusivo, procure hostels que tenham quartos menores, seja para grupos de 4 ou 2 pessoas ou até mesmo individuais. O preço pode ser um pouco mais caro, mas você terá a certeza de dormir uma noite tranquila, sem surpresas desagradáveis.

Ryan McVay/Digital Vision/Getty Images

Leve sempre um lençol

Já diz o ditado que "é melhor prevenir do que remediar". Para evitar dores de cabeça em hostels, leve sempre na mala um lençol limpo. Na melhor das hipóteses você nem irá precisar usá-lo, mas é sempre bom ter um à disposição, caso o lençol do hostel esteja sujo ou com algum cheiro estranho. A maioria dos locais sérios se preocupam bastante com a limpeza e a boa conservação dos objetos, porém infelizmente alguns donos de hostels preferem economizar em coisas pequenas, como na limpeza da roupa de cama.

Comstock Images/Comstock/Getty Images

Leve toalha e chinelo

Ao contrário de hotéis, onde sempre existe uma toalha disponível para os hóspedes, os hostels não disponibilizam esse tipo de comodidade para cortar custos. Leve sempre uma toalha e evite ser pego desprevenido na hora do banho. Uma outra dica bastante importante é levar um chinelo quando for ao banheiro. Dependendo da manutenção e limpeza do hostel, o banheiro é compartilhado por muita gente, o que o torna um possível foco de micoses quando não há uma limpeza eficiente. Para evitar contágio de frieiras ou pé-de-atleta, use sempre um chinelo ao entrar no banheiro.

PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images

Tenha à mão um cadeado

A maioria dos hostels disponibiliza um pequeno armário para você guardar suas coisas, principalmente quando o dormitório é compartilhado com outras pessoas. Porém, nem sempre eles fornecem um cadeado, que é essencial nesses casos. Tenha sempre um à mão para proteger suas malas e pertences em geral. Como o hostel é um lugar de circulação de muita gente diferente, previna-se e evite roubos. Sempre que for sair para visitar alguma parte da cidade ou for dormir, guarde seus pertences nos armários ou lockers e feche-os com cadeado, escondendo a chave em lugar seguro.

Jupiterimages/BananaStock/Getty Images

Café da manhã e refeições

Uma particularidade dos hostels em relação aos hotéis é que você tem um espaço disponível para guardar e preparar a sua comida, que é compartilhado com os outros hóspedes. Alguns hostels não servem café da manhã ou cobram a mais pelo serviço, principalmente fora do Brasil. Então, a dica é comprar num supermercado da redondeza os ítens básicos para a primeira refeição do dia e também o que você necessitar para se alimentar, seja no almoço ou no jantar, o que acaba saindo bem mais barato do que comer em restaurantes. Porém, para evitar problemas de convivência, coloque o seu nome nas sacolas de suas compras e siga as regras da cozinha do hostel, deixando tudo limpo e ordenado depois que terminar de comer.

BananaStock/BananaStock/Getty Images

Aproveite e conheça novas pessoas

Além de ser uma opção econômica para os viajantes, os hostels também são escolhidos por serem lugares de muita socialização. Gente do mundo todo se reúne em hospedarias desse tipo pensando em adquirir experiências e fazer novos amigos, sendo um destino ideal para quem viaja sozinho, por exemplo. É importante ter isso em mente quando se escolhe um hostel para se hospedar. Se você é uma pessoa mais fechada, que prefere não compartilhar seu tempo e espaço com desconhecidos, o ideal é ficar numa pousada ou hotel. Os hostels são famosos por promoverem e permitirem festas entre os hóspedes, o que proporciona uma experiência muito além da hospedagem.

Ciaran Griffin/Lifesize/Getty Images

Ajude futuros hóspedes

Depois que voltar da sua viagem, escreva sobre como você foi tratado e os detalhes das instalações e do atendimento dos hostels em sites como "Trip Advisor" e "Hostel World". Assim você colabora com outros futuros viajantes, ajudando-os a conhecer melhor cada local de hospedagem. A comunidade de mochileiros é solidária e se guia por comentários e opiniões de outros mochileiros. Relate a sua experiência, os pontos positivos, negativos, as surpresas e aproveite para informar os próximos hóspedes sobre dicas de turismo na cidade em questão.