on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Hábitos alimentares de raias

Atualizado em 17 abril, 2017

Há mais de 70 espécies de raias e os hábitos alimentares variam substancialmente entre elas. As raias são divididas em duas categorias: pelágicas e bênticas. As pelágicas viajam grandes distâncias em busca de alimento, enquanto as bênticas são comumente encontradas em mares tropicais rasos e não se distanciam muito de seu habitat. A compreensão dos hábitos alimentares das raias elucida seu interessante comportamento característico.

Raias bênticas enterram-se sob a areia para capturar presas ocultas ou esconder-se de predadores (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Raias pelágicas

O grupo das raias pelágicas, também conhecidas como nadadoras, contém as maiores espécies. Embora sejam grandes o suficiente para comerem seres humanos -- por exemplo, raias jamanta podem ter 6 m de comprimento -- elas preferem alimentar-se de plâncton. Apesar de seu tamanho ameaçador, as raias pelágicas são bastante dóceis e amigáveis para com os mergulhadores, especialmente porque seus ferrões não são letais. Essas raias viajam grandes distâncias em busca de águas ricas em minerais, onde possam se saciar de plâncton. Elas se alimentam através do acúmulo de água, ao manter suas grandes bocas abertas, e da filtragem desta, de modo que o plâncton permanece na boca e a água sai.

Loading...

Raias bênticas

As raias bênticas, aquelas que se alimentam no fundo do mar, são as mais perigosas para os humanos, devido aos seus ferrões altamente tóxicos. Geralmente, elas não são agressivas e apenas atacam quando perturbadas ou ameaçadas. Esses animais frequentam águas rasas, onde enterram seus corpos -- cuja cor é similar ao fundo do mar -- para esconderem-se de possíveis presas. Elas são caçadoras noturnas que se alimentam, principalmente, de moluscos, mariscos e bivalves. Suas mandíbulas poderosas são capazes de facilmente esmagar mariscos, como amêijoas ou mexilhões. Como nas pelágicas, a boca das raias bênticas está localizada em sua porção inferior, tornando conveniente a busca por comida no fundo do mar. Embora os peixes não sejam prioridade, as raias bênticas também podem comê-los, caso surja a oportunidade.

Alimentação de raias por humanos

Os seres humanos desenvolveram o hábito de alimentar as raias, principalmente as bênticas, em resorts de luxo e aquários. A alimentação mediada por humanos acontece em águas rasas ou profundas, a partir de barcos. Como a dieta delas é capaz de alta subsistência, não há problemas em desviar-se de sua rotina alimentar. Geralmente, os humanos alimentam raias com pedaços de peixe, minhocas e camarões. Porém, como esse tipo de alimentação geralmente acontece durante o dia, o ciclo de alimentação natural desses animais é frequentemente afetado, de modo que algumas raias passam a alimentar-se permanentemente no período diurno, dependendo da alimentação fornecida pelos humanos. Contudo, as implicações dessa alteração ainda não são inteiramente entendidas.

Informações gerais

Como as raias são caçadoras elusivas, que preferem alimentar-se durante a noite, ainda se conhece pouco sobre seus hábitos alimentares. Os biólogos marinhos desenvolveram apenas um conhecimento superficial sobre o comportamento e a dieta das raias. Apenas recentemente descobriu-se que elas, como os tubarões, possuem receptores elétricos em suas bocas, que auxiliam na localização das presas.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...