on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

As Helenas de Manoel Carlos

TV Globo / Divulgação

Introdução

O dramaturgo Manoel Carlos é conhecido não só por suas novelas de grande sucesso, mas também por ter criado uma história em torno de suas protagonistas, que sempre se chamam Helena. As Helenas de Manoel Carlos são mulheres fortes, reais e imperfeitas. Todas são guerreiras e envolvidas com dramas pessoais que comovem o público. Desde 1981, oito inesquecíveis Helenas foram interpretadas pelas atrizes Lilian Lemmertz, Christiane Torloni, Maitê Proença, Regina Duarte, Vera Fischer e Taís Araujo. As novelas foram todas exibidas na TV Globo. Regina Duarte interpretou três delas, mas o autor afirma não ter uma preferida. Relembre agora essas personagens.

Crédito da foto: http://depressaoepoesia.ning.com/profiles/blogs/lilian-lemmertz

Lilian Lemmertz

Tudo começou em 1981, na novela “Baila Comigo”. Manoel Carlos escolheu chamar sua personagem principal de Helena, inspirado nas histórias ligadas à Helena de Tróia. O autor afirma que nunca teve uma namorada com esse nome e não é nenhuma homenagem a alguém em especial.A atriz Lilian Lemmertz, já falecida, foi a protagonista. Na trama tinha filhos gêmeos (Tony Ramos). Por problemas financeiros entregou um deles ao pai (Raul Cortez), que o levou para o exterior. Mais tarde os gêmeos se encontram. Lilian é considerada uma das melhores Helenas por sua interpretação marcante, mostrando uma personagem sofrida e cheia de culpas.

TV Globo / João Miguel Júnior

Maitê Proença

A segunda Helena na vida do autor surgiu 10 anos depois, em 1991, com a novela “Felicidade”. Quem ganhou o papel foi Maitê Proença, na época com 33 anos. A protagonista era uma moça do interior, que engravida e esconde isso de todos na cidade. Ao partir dali para o Rio de Janeiro, descobre que seu grande amor (Tony Ramos), pai de sua filha, está casado com outra (Vivianne Pasmanter), uma mulher mimada e fútil. Mas os dois acabam se reaproximando e o segredo de Helena sobre quem seria o pai de sua filha é desvendado, garantindo um final feliz.

TV Globo / João Miguel Junior

Regina Duarte

A primeira Helena interpretada pela atriz foi em “Histórias de Amor” (1995), aos 48 anos. A protagonista, uma corretora de imóveis, tinha uma filha complicada (Carla Marins), que engravida ainda bem nova. Seu ex-marido (Nuno Leal Maia) não aceita o que aconteceu e a culpa por isso. Helena é uma mulher sem vaidades, mais voltada para o trabalho e a família. Carente de afeto e companhia, começa a se interessar por um médico (José Mayer), já comprometido com a jovem e bela Paula (Carolina Ferraz), bastante ciumenta. A trama, recheada de conflitos e dramas, transformou a novela em um sucesso de público.

TV Globo / João Miguel Júnior

Regina Duarte 2

Pouco tempo depois, na novela “Por Amor” (1997), a atriz incorporava sua segunda Helena, aos 50 anos, dessa vez contracenando com a filha Gabriela Duarte. Na trama, as duas eram também mãe e filha e ambas engravidam ao mesmo tempo. O filho de Eduarda, personagem de Gabriela Duarte, nasce morto e Helena troca os bebês na maternidade, entregando o seu para ela, que passa a criar o irmão, pensando ser seu filho. No final a verdade é desvendada e Helena sofre muito por seu erro. Antônio Fagundes fez o par romântico da protagonista.

TV Globo / Divulgação

Vera Fischer

A novela “Laços de Família” (2000) comoveu o país com mais uma Helena sofredora. Vera Fischer interpretou essa inesquecível protagonista, que abre mão de um relacionamento com um rapaz 20 anos mais novo (Reynaldo Gianecchini), ao notar que sua filha Camila (Carolina Dieckmann) começa a se interessar por ele. Além disso, descobre que ela está com leucemia e precisa de um transplante de medula. Helena é obrigada a revelar quem é o verdadeiro pai de Camila (José Mayer) e volta a engravidar dele, mesmo já envolvida com Miguel (Tony Ramos), para gerar um doador compatível para a filha. Mas um final feliz não tarda.

TV Globo / Renato Rocha Miranda

Christiane Torloni

A atriz é a Helena de “Mulheres Apaixonadas” (2003), casada com o músico Téo (Tony Ramos). A personagem vive essa relação, mas guarda uma dúvida sobre a fidelidade do marido. Na verdade o filho adotivo deles é fruto de um relacionamento antigo de Téo, que Helena só vem a saber depois. Para piorar a crise no casamento, a personagem reencontra um amor do passado (José Mayer). Ela ainda lida com os dramas de suas irmãs. Uma delas (Maria Padilha) tem câncer de mama e a outra (Giulia Gam) vive uma obsessão pelo marido e o persegue por ciúmes.

TV Globo / Renato Rocha Miranda

Regina Duarte 3

“Páginas da Vida” (2006) trouxe de novo a atriz, que interpreta sua terceira Helena. E quem não se lembra da médica que ao fazer um parto de gêmeos, onde a mãe vem a falecer, se depara com a avó renegando um dos bebês por ter Síndrome de Down? A Dra. Helena adota essa criança rejeitada. Aos 59 anos, a atriz comoveu o país, quando mais tarde sua personagem tem que enfrentar o pai das crianças, que ao descobrir ser sua filha a menina adotada pela protagonista, pede judicialmente a guarda da menina. O país "parou" para acompanhar esse drama.

TV Globo / Divulgação

Taís Araújo

“Viver a Vida” (2009) foi outra novela das 20h que contagiou o país. Dessa vez Manoel Carlos escolheu uma Helena jovem e negra, interpretada pela atriz Taís Araújo. Na trama, ela se culpa por não ter podido evitar que a modelo Luciana (Alinne Moraes), sua maior rival na profissão, ficasse tetraplégica. Justo a filha do homem com quem ela viria a se casar (José Mayer). As duas se desentendem numa viagem a trabalho e após essa discussão seguem em carros separados e o de Luciana sofre um acidente. No final, as duas tornam-se amigas e Luciana vive um grande amor, que a ajuda nessa superação.

TV Globo / Joao Miguel Junior

A Última Helena

Manoel Carlos já anunciou que fechará seu ciclo de Helenas. A última já foi anunciada e será Júlia Lemmertz, a filha da atriz Lilian Lemmertz, que iniciou toda essa história. Sua próxima novela das 20h, com título provisório "Em Família", deverá ter seu início entre final de 2013 e janeiro de 2014. O autor gostaria que Tony Ramos fosse o par romântico da protagonista e quer contar ainda com Mariana Ximenes, Viviane Pasmanter, Alinne Moraes e Reynaldo Gianecchini. Um ciclo que se fecha com chave de ouro, com tantas Helenas marcantes e inesquecíveis.