Como se hidratar durante tratamentos de quimioterapia

Escrito por traci joy Google | Traduzido por fernanda de assis
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como se hidratar durante tratamentos de quimioterapia
Paciente de quimioterapia (www.globalaging.org, www.flickr.com)

Os tratamentos de quimioterapia são concebidos de forma a atacar o câncer com golpes rápidos e fortes. Um dos problemas de uma terapia tão agressiva é que as drogas utilizadas podem perturbar o delicado equilíbrio de nossos corpos, causando náusea, vômitos e diarreia como efeitos colaterais da quimio. Com vômitos e diarreia constantes, a perda exacerbada de líquidos pode ser um resultado sério, senão fatal. Quando um paciente está recebendo tratamento com quimioterapia, existem medidas que podem ser tomadas para evitar a desidratação, assim como também substituir os fluidos que já foram perdidos.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Diário pequeno
  • Água
  • Pedaços de gelo
  • Garrafa térmica pequena
  • Suco
  • Picolés ou "geladinho"
  • Barras de suco congelado
  • Medicação anti-náusea e antidiarreico

Lista completaMinimizar

Instruções

    Hidratação durante tratamentos de quimioterapia

  1. 1

    Tome nota de quanto líquido está sendo perdido. Isso pode ser feito mantendo o controle de quantas vezes ao dia o paciente vomita, tem diarreia ou urina. Mantenha o registro dessas informações em um diário pequeno. Ele poderá ser de grande ajuda a um médico caso seja preciso realizar algum tratamento contra desidratação do paciente.

  2. 2

    Beba 200 ml de água toda vez que eliminar líquidos do corpo (em adição aos 8 a 10 copos de 200 ml que devem ser tomados diariamente). Substitua por sucos ou bebidas esportivas, como forma de repor o fluido perdido. Estes também fornecem vitaminas e alguns eletrólitos de volta para o corpo. Despeje um pouco de suco ou bebida esportiva em bandejas de cubo de gelo e congele. Isto irá permitir que você faça lascas de gelo deles mais tarde, se necessário.

    Como se hidratar durante tratamentos de quimioterapia
    Beba 200 ml de água toda vez que se expele líquidos do corpo
  3. 3

    Esmague alguns cubos de gelo, fazendo lascas. Se for difícil manter muita água dentro de si quando se toma tudo de uma vez, mantenha um suprimento continuo de lascas de gelo, deixando sempre algumas lascas na boca, durante o dia inteiro ou sempre que houver uma chance. Elas não só mantêm o corpo hidratado como acalmam o estômago e previnem que a náusea ataque. É interessante investir numa garrafa térmica pequena, ou num copo térmico, para sempre ter lascas de gelo por perto.

    Como se hidratar durante tratamentos de quimioterapia
    Lascas de gelo mantêm o corpo hidratado e acalmam o estômago
  4. 4

    Os sorvetes e "geladinhos" ajudam a repor líquidos no corpo em doses pequenas, o que mantém a náusea sob controle. Eles também são doces, o que pode ajudar a manter o ânimo mesmo que sejam adoçados artificialmente. As bananas congeladas são um deleite e também ajudam a repor minerais. Sucos congelados também são recomendados, pois contém ingredientes naturais.

    Como se hidratar durante tratamentos de quimioterapia
    O famoso "geladinho"
  5. 5

    Evite bebidas alcoólicas, cafeína e refrigerantes cafeinados. Todas essas bebidas são desidratantes para o corpo e aumentam a chance de desidratação durante a quimioterapia. Também é bom evitar alimentos fritos, gordurosos, apimentados, crus, laticínios e grãos integrais, que podem incomodar o trato digestivo e agravar a náusea, levando ao vômito.

  6. 6

    Os medicamentos contra náuseas e antidiarreicos devem ser tomados de acordo com a indicação do médico responsável. Sendo medicação prescrita ou não, deve-se seguir atentamente as instruções da bula.

Dicas & Advertências

  • Os primeiros sinais de desidratação são tontura, boca e lábios secos e rachados e urina escura. Esteja ciente desses alertas, para que possa tomar medidas imediatas para hidratar o corpo.
  • Se vômito ou diarreia acontecem mais de quatro vezes num período de 24 horas, é preciso consultar um médico imediatamente.
  • O médico também deverá ser avisado se forem percebidas mudança súbita de batimentos cardíacos, confusão, tontura e a incapacidade de se manter acordado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível