A história do canivete suíço

Escrito por noel shankel | Traduzido por mirella veloso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história do canivete suíço
O canivete suíço de Karl Elsener (Fully opened swiss army knife image by Infocus from Fotolia.com)

O canivete do exército suíço foi inventado por Karl Elsener em 1891. Ele é uma faca com múltiplas funções que foi originalmente projetada para o exército suíço como uma alternativa às facas fornecidas por fabricantes alemães. O primeiro modelo criado por Elsener foi chamado de "faca do soldado" e tinha um cabo de madeira e múltiplas ferramentas, como uma chave de fenda e um abridor de latas. Elsener finalmente revisou o projeto e patenteou a sua criação em 1897.

Outras pessoas estão lendo

História

O primeiro projeto de Elsener consistia de uma chave de fenda, para ser utilizada na manutenção dos rifles suíços, bem como um abridor de latas e um mandril. Em 1897, Elsener registrou oficialmente o seu projeto e chamou-o de "Faca Esportiva e dos Oficiais". Victorinox, nomeado em homenagem a mãe de Elsener, Victoria, combinada com a palavra "inox", que significa aço inoxidável, era o nome da empresa de Elsener. A distribuição global do canivete suíço foi alavancada pela Segunda Guerra Mundial, quando ele ficou popular entre os soldados americanos.

A história do canivete suíço
Tudo começou na Suíça (swiss image by Mitarart from Fotolia.com)

Projeto

O canivete suíço padrão faz múltiplos usos de cada uma de suas molas, o que permite que ele se mantenha leve. As buchas e rebites são feitos de latão, enquanto as tiras internas de separação são construídas com uma liga de alumínio. A menor das duas lâminas é mantida em seu lugar por uma mola de 8 kg, e a maior por uma de 12 kg. Os modelos básicos têm 9 cm de comprimento e 2 cm de largura. As lâminas cortantes são feitas de liga de aço inoxidável Martensítico.

A história do canivete suíço
Um canivete suíço padrão (couteau suisse image by danimages from Fotolia.com)

Concorrência

A Victorinox não era a única empresa a fazer uma versão do canivete suíço. Uma empresa chamada Wenger, a qual foi fundada por Paul Boechat & Cie e depois assumida por Theodore Wenger, oferecia um modelo similar. Em 1908, o governo suíço concordou em deixar ambas as empresas venderem as suas versões do canivete suíço. A Wenger usou o slogan "o genuíno canivete suíço", enquanto a Victorinox anunciou a sua versão como "o canivete suíço original". Em 26 de Abril de 2005, a Victorinox assumiu o controle da Wenger Company, mas ambas as marcas ainda são vendidas hoje.

Tipos

O clássico canivete suíço contém uma pequena lâmina, um palito de dente, pinças, um anel para chave, tesoura e uma lixa de unha com uma ponta de chave de fenda. A versão Swiss Champ tem 22 ferramentas diferentes, dentre elas uma lupa, sacarrolhas, caneta esferográfica e um formão de madeira. Existe uma variedade de canivetes suíços para escolher, e todos têm as suas características específicas. Os canivetes suíços vêm com cabos tradicionais vermelhos, e uma grande variedade de outras cores de cabos, como roxo, azul e camuflado. Uma versão projetada por Wenger contém 85 ferramentas diferentes, um recorde mundial para um canivete multifuncional.

Avanços

Avanços na tecnologia têm levado a avanços nas funções do canivete suíço. Junto com o conteúdo padrão que a maioria dos canivetes suíços possui, alguns modelos também contêm um pen drive USB, apontadores com lasers LED, relógios digitais e tocadores de MP3. Os modelos para voo, versões do canivete suíço que são permitidas em aviões, não contêm pontas afiadas ou lâminas. Esses modelos contêm alguns dos avanços tecnológicos, como USB e LED, embutidos.

A história do canivete suíço
Alguns canivetes vêm com lasers (laser pen and its tips image by timur1970 from Fotolia.com)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível