A história da dança folclórica mexicana

Escrito por jessica martinez | Traduzido por amanda nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história da dança folclórica mexicana
A dança folclórica mexicana é uma tradição culturalmente preservada e passada de geração a geração (courtesy of Creative Commons; Flickr by indigotimbre)

Em nenhum outro aspecto a diversidade e a rica herança cultural do México são mais evidentes do que em suas danças folclóricas. Chamada de "Ballet Folklorico", a dança folclórica mexicana é uma tradição culturalmente preservada e passada de geração a geração. Apesar das danças serem comuns a todo o México, cada um dos 31 estados do país tem seu próprio estilo. Alguns desses estilos têm se tornado mundialmente famosos e chegam a definir o próprio México.

Outras pessoas estão lendo

Influência indígena

A dança folclórica pode ser remontada à Era Pré-colombiana das civilizações mesoamericanas do México. Os Astecas, Maias e Toltecas costumavam dançar em rituais religiosos e em celebrações seculares. As flautas, baterias e maracas usadas pelos povos indígenas são uma grande parte do que define a tradicional dança folclórica mexicana.

Influença europeia

Quando os espanhóis chegaram à América no começo do ano 1500, trouxeram consigo algumas das danças populares europeias da época. O mais importante: trouxeram sua própria dança flamenca, cuja influência na dança folclórica mexicana pode ser vista nas roupas coloridas e brilhantes e o forte uso da guitarra espanhola folclórica. Os espanhóis também trouxeram danças como Waltz, Polka, Ballet e a Shottishe para o México, e todas contribuíram de alguma forma para o desenvolvimento da dança folclórica mexicana.

Região do Jacinto

A dança nacional do México, a Jarabe Tapatía, vem da conhecida capital do Jacinto, Guadalajara. Essa vibrante dança cortejante é baseada principalmente nas danças europeias como o Flamenco. Geralmente envolve o uso de um chapéu, e por isso ganhou um nome americano: "a dança mexicana do chapéu". A música Mariachi de Jarabe Mapatía, seus grandes sombreiros, o tradicional "charro" e fantasias de caubói se tornaram símbolos mundiais do México.

Região de Michoacan

"La Danza de los Viejitos", ou "A dança dos homens velhos," é original do estado de Michoacan. Sendo uma das danças folclóricas mexicanas mais velhas, é anterior à conquista espanhola do século XVI. Nela, jovens e crianças se vestem como homens mais velhos e manquejam cambaleantes até saltarem para alegrar seu público com uma dança vigorosa. Acredita-se que a dança tenha sido um tributo para o deus pré-colombiano do fogo, Huehueteotl, também chamado de "Deus Velho" ou "Avô do Fogo".

Guerrero

Guerrero reivindica uma das mais famosas danças folclóricas mexicanas, "La Danza del Venado", ou "A dança do veado". Nela, os dançarinos imitam os movimentos graciosos de um veado. A dança tem suas origens na região do povo Yaqui, Guerrero, que possuía poucas fontes de alimentos e confiava no veado para comer. Foi originalmente realizada como uma benção para uma caça com sucesso.

Veracruz

Veracruz é a casa da dança folclórica Son Jarocho. Essa dança cortejante é realizada por um casal em uma plataforma especial de madeira, ou "huapango", que age como uma caixa de ressonância para as vigorosas pisadas dos dançarinos. Pode ser descrita como uma fusão das danças regionais e o Flamenco e abriu espaço para a música internacionalmente famosa "La Bamba".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível