A história dos desenhos animados

Escrito por mark kayo | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 A história dos desenhos animados
Muitos pioneiros da história da animação dos desenhos animados levaram essa mídia ao seu status atual de entretenimento moderno (drawing image by Jan Will from Fotolia.com)

Muitos pioneiros da história dos desenhos animados levaram essa mídia ao seu status atual de entretenimento moderno. Embora Walt Disney provavelmente seja considerado um pioneiro no campo da animação e desenhos animados, havia outros que criaram vários métodos pelos quais personagens ou objetos poderiam ser trazidos à vida através da animação.

Outras pessoas estão lendo

Primeiras técnicas de animação

Mesmo que a animação tenha sido concebida logo em 1824 por Peter Roget, os primeiros métodos reais de animação se tornaram possíveis através de um dispositivo chamado zoetrope. O zoetrope era um cilindro de giro com fendas abertas que permitia a visualização de certas imagens estáticas em uma certa sequência. Alguém que via um zoetrope em um ângulo específico poderia ver imagens que pareciam estar se movendo.

Depois de Edison e da invenção de imagens em movimento, em 1889, o diretor de filmes Emile Cohl ainda combinou mais de 700 desenhos, que foram então cada meticulosamente fotografados individualmente. Quando Cohl combinou todas as imagens juntas, os desenhos pareciam estar se movendo no filme, "Fantasmagorie", que foi lançado em 1908. Outros filmes de animação, foram lançados logo em seguida como "Gertie the Dinosaur" e "Felix the Cat", ambos lançados por volta de 1920.

O processo de animação

Primeiro, um storyboard é criado mostrando um rápido esboço da ideia geral e direção do longa-metragem ou desenhos animados. Em seguida, o diálogo é gravado antes que os animadores reais criem os desenhos animados finais em tinta em peças de acetato de celuloide transparente, ou celuloides. Depois da tinta, os animadores pintam na cor do lado oposto do celuloide e finalmente combinam todos os celuloides para serem fotografados, utilizando uma câmera de filme especial.

A animação de celuloide permite que os animadores repitam certos quadros, eliminando a necessidade de desenhar cada quadro individual repetidamente em uma sequência de animação. Planos de fundo e objetos fixos podem ser incluídos em cada celuloide de fundo enquanto outros cels são removidos e substituídos repetidamente para simular o movimento de personagens animados.

Por exemplo, se existem dois personagens em uma cena e apenas um personagem está se movendo nessa cena, um animador desenharia o personagem A em um pedaço de filme transparente chamado de cel. Em seguida, usando outro segundo cel, o animador irá desenhar o personagem B. Conforme o personagem A está pulando em uma sequência de movimentos, um cel novo é criado para cada movimento. Esses cels são então combinados e filmados em uma câmera de filme especial em uma sequência lógica que faz o personagem A parecer que ele está pulando para cima e para baixo, enquanto que o personagem B permanece imóvel.

O animador pode deixar o primeiro cel anexado à placa de base que contém o personagem imóvel B durante a colocação e remoção do cel que contém o movimento do personagem A. Quando cada cel subsequente contendo os movimentos do personagem A é colocado na placa, uma câmera especial tira uma foto rápida de ambos os personagens que aparecem juntos. Essas fotos rápidas são combinadas mais tarde para simular o movimento, ou animação.

Walt Disney muda animação com Mickey Mouse

Max Fleischer inventou em seguida um dispositivo conhecido como rotoscopia, que permitia a animadores o rastreamento quadro a quadro sobre um filme de ação em um cel de animação. Max e Dave Fleischer criaram o primeiro desenho animado com som, "Song Car Tunes" em 1924, três anos antes do primeiro filme falado. Walt e Roy Disney aperfeiçoaram a técnica de rotoscopia e abriram sua Disney Brothers Cartoon Studio em 1923. Eles criaram o primeiro desenho animado com trilha sonora sincronizada, intitulado "Steam Boat Willy," que também apresentou Mickey Mouse ao mundo em 1928.

O estúdio Disney também criou o primeiro desenho animado em cores intitulado "Flowers and Trees" em 1932. No entanto, seria do estúdio Disney o primeiro filme completo de longa-metragem que iria ser lembrado pela maioria das pessoas como o desenho animado mais reconhecido da história da animação: "Branca de Neve e os Sete Anões." O filme de desenho animado rendeu US$8 milhões para a Disney e foi o começo do império Disney.

Warner Brothers Cartoons apresenta o Pernalonga

Em 1940, o Warner Brothers Studios colocou sua própria participação no negócio de desenhos animados e animação com o lançamento de "A Wild Hare", que estrelou o divertido coelho Pernalonga. Pernalonga foi criado por Chuck Jones juntamente com os personagens Hortelino Troca-Letras, Gaguinho, Patolino, Willy Coiote e Papa-Léguas.

A franquia de Looney Tunes tornou-se um sucesso quase instantâneo e continua a ser um favorito da maioria dos aficionados por desenhos animados até hoje. Jones é reconhecido como inspiração para diversos desenhos animados dos dias de hoje. Fora Walt Disney, nenhuma outra pessoa teve uma influência tão grande nos animadores, recursos de animação e desenhos animados de hoje.

Animação de desenhos hoje

Desde as populares séries de desenhos animados da TV aos filmes de longa-metragem animados, os conceitos de animação ainda são usados junto com alguma tecnologia de computador muito sofisticada. Desenhos animados e filmes animados ainda são desenhados à mão, mas em um tablet digital em vez de um cel de animação tradicional. O último cartoon a utilizar cels desenhados a mão foi "Du, Dudu e Edu" para o Cartoon Network.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível