Mais
×

História da evolução dos dispositivos de armazenamento

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A necessidade humana de espaço de armazenamento é tão velha quanto os computadores que compilam dados. Os dispositivos de armazenamento de dados são desenvolvidos por motivos de necessidade e conveniência. Os avanços desses aparelhos estão intimamente relacionados aos avanços das tecnologias digitais e eletrônicas.

As unidades flash são apenas uma das opções de armazenamento de dados (flash drive image by jimcox40 from Fotolia.com)

Início

O armazenamento de dados começou na década de 40 com cartões perfurados e fitas de papel perfurado. Posteriormente, na mesma década, houve a introdução da memória magnética, que consistia em núcleos magnéticos que armazenavam 1 bit de dados.

1950 a 1967

Em 1951, o Computador Automático Universal — o primeiro computador a armazenar dados em uma fita magnética — foi lançado. O primeiro disco rígido foi inventado em 1961, seguido do diodo de laser em 1962, que levaria posteriormente ao desenvolvimento dos dispositivos de leitura óptica. As primeiras unidades removíveis de disco de armazenamento surgiram em 1963. E, finalmente, em 1967, a IBM criou os chips de memória monolíticos semicondutores.

1970 a 1979

O disquete foi inventado em torno de 1970. De acordo com o site USByte.com, ele foi inventado em 1970 mas, conforme relatado pela CS Exhibitions, essa tecnologia foi criada por Alan Shugart da IBM em 1971.

Em 1977, a Sony, a Mitsubishi e a Hitachi trabalharam juntas para desenvolver os discos digitais ópticos de áudio, ou DADs. E em 1978, a Phillips lançou uma versão menor do DAD. A partir dessas invenções é que foi desenvolvido o CD moderno.

1980 a 1998

No início da década de 80 houve o lançamento dos CDs e CD-ROMs. A IBM comprou o primeiro disco rígido no mercado em 1983, e no início da década de 90, a RAID (redundant array of inexpensive disks — matriz redundante de discos baratos) foi introduzida no mercado. O armazenamento de dados nos discos rígidos se tornou padrão. Em meados da década de 90, desenvolveu-se os cartões compactos flash e os cartões de memória. Em 1998, a invenção da unidade flash USB (pen drives) abriu um novo mundo de opções de armazenagem.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article