A história do Fender Jazz

Escrito por everett bradman | Traduzido por mirella veloso
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história do Fender Jazz
Leo fender introduziu o Fender Jazz Bass em 1960 (outlaw bass image by Lee O'Dell from Fotolia.com)

A Fender apresentou o seu Jazz Bass (Contrabaixo) em 1960, e ele é um dos mais populares instrumentos elétricos já feitos. O Jazz Bass passou por algumas reencarnações através dos anos, desde variações na colocação de aceleradores e sutis mudanças na logo, até mudanças e variações no corpo e forma, mas ele continuou com as suas características mais distintivas.

Outras pessoas estão lendo

Primeiros modelos

O Jazz Bass original, introduzido em 1960, tinha dois botões de controle de volume e tom para cada captador. Por volta de 1961, Fender começou a instalar três maçanetas de controle, dois controlando o volume de cada captador e um para o tom geral. Para a maioria dos colecionadores, esses primeiros Jazz Bass, especialmente empilhados com botões, são os mais valiosos.

1965 e 1970

A CBS comprou a Fender em 1965 e trouxe a companhia para a era da produção em massa. Dentro de um ano, os Jazz Bass começaram a vir com madeira de pau-rosa no seu braço com posições de pontos perolados embutidos ao invés do estilo antigo de pontos. O braço em forma de bloco embutido e um opcional de madeira de bordo no braço foram introduzidos após 1966/1967. Os fãs do Jazz Bass podem imediatamente localizar um antigo J-Bass de 1960 pela sua forma oval do maquinário de afinação e o seu maior, e mais negro logo. Embora a maioria dos colecionadores prefira os pré-CBS Jazz Bass, os modelos dessa época também são altamente estimados.

Os anos 70

A Fender trocou para os blocos perolados e amarração em todos os trastes do meio para o final de 1974. A companhia também tentou o modelo com 3 parafusos ajustáveis do meio para o final de 1975, e alguns contrabaixos em 1977 incluíam essa característica. Uma das mais importantes diferenças entre os Jazz Bass dos anos 60 e os dos anos 70 foi a colocação de um captador de ponte, o qual fica um pouco mais perto do captador do pescoço dos baixos dos anos 70. A logo foi re-projetada pela terceira vez.

Os anos 80

Durante os anos 80, a Fender ofereceu mais opções de cores (incluindo dourado) e abandonou o modelo micro-ajustável de braço com 3 parafusos e mudou para o projeto mais padrão com o ajuste de 4 parafusos em 1983. As coberturas brancas para os captadores foram introduzidas pela primeira vez, e os Jazz Bass também ganharam marcadores em forma de pontos para o braço. A Fender também produzir a sua primeira reedição dos Jazz Bass dos anos 60 durante os anos 80.

Os anos 90

Nos anos 90, a Fender instituiu talvez as maiores mudanças ao Jazz Bass, oferecendo mais opções de circuitos, braço, corpo e pontes; mais cores; braços com 22 trastes; modelos com 5 cordas; e outras variações interessantes no original projeto do J-Bass. Alguns dos modelos introduzidos pela Fender nos anos 90 incluem o American Standard Jazz Bass, o Fender Jazz Bass Plus e o USA Deluxe Series Jazz Bass.

O século 21

Em julho de 2010, a Fender já oferecia 32 modelos de Jazz Bass que mostram uma enorme gama de opções enquanto mantêm o básico; o braço delgado, os dois captadores de rolo único, o forma básica do corpo e, é claro, mantendo a cabeça intacta. Isso inclui os com trastes e sem, passivos e ativos, e os mais novos de 4, 5 ou 6 cordas que variam de R$ 1.660 até R$ 6.260.

Para celebrar o 50°aniversário do Jazz Bass, a Fender lançou uma edição limitada de aniversário em janeiro de 2010. Esse Baixo incorpora elementos do design de alguns períodos diferentes na história do instrumento, incluindo aí a finalização de lacquer dos anos 60, a logo da cabeça, a ponte cromada e a cobertura dos captadores; dos anos 70, o descanso para dedão e o posicionamento do captador da ponte; da era mais moderna, a ponte de alta massa; e as varas de suporte do braço em Posiflex grafite.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível