A história dos produtos da Mary Kay

Escrito por emily beach | Traduzido por gabriela cubayachi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A história dos produtos da Mary Kay
A história dos produtos da Mary Kay (Wiki Commons)

A Mary Kay Cosméticos é uma das maiores linhas mundiais de produtos de beleza, com vendas que atingiram 2 bilhões de dólares em 2008. A empresa conta com colaboradores em vendas diretas para o comércio dos seus produtos, e o número de representantes de venda independentes é de mais de 2 milhões de pessoas ao redor do mundo. A Mary Kay começou com uma linha pequena de cuidados com a pele. A empresa oferece atualmente mais de 200 produtos, incluindo cosméticos, fragrâncias, produtos de banho e tratamentos para acne.

Outras pessoas estão lendo

Mary Kay Ash

Em 1963, Mary Kay Ash estava no seu vigésimo quinto ano de uma carreira de vendas de sucesso. Após ver vários empregados homens que ela havia treinado serem promovidos para cargos acima dela, demitiu-se como protesto. Ela decidiu escrever um livro para ensinar mulheres a aproveitarem a carreira e o sucesso das vendas. Ao fazer o rascunho do livro, ela percebeu que havia desenvolvido um plano para fortalecer as mulheres, ao invés de somente dar conselhos. Mar Kay Ash decidiu começar uma empresa de vendas diretas, que possibilitaria às suas vendedoras ter horários flexíveis e conciliar as responsabilidades familiares. Ela baseou seu negócio em torno de vendas de produtos de cuidados com a pele que havia utilizado por mais de uma década. Eles foram desenvolvidos por um artesão que percebeu que os produtos utilizados para amaciar o couro também deixavam suas mãos macias e com aparência jovem.

Beleza por Mary Kay

Mary Kay comprou a patente da linha para cuidados da pele e investiu suas economias em inventário e um pequeno escritório em Dallas. Ela contratou nove vendedoras para vender seus produtos e preparou-se para lançar sua empresa. A Beauty by Mary Kay foi inaugurada em setembro de 1963 e era administrada por Mary e seu filho de 20 anos. A premissa de sua companhia era bastante simples. Ela coordenaria a produção de uma pequena linha de produtos para cuidado com a pele. Suas representantes de venda poderiam comprar os produtos por 50% do preço de venda. Elas eram treinadas para dar aulas de cuidados com a pele na casa de amigas, ensinando sobre cuidados com a pele e sobre os produtos Mary Kay. As representantes de venda eram recompensadas baseadas em suas vendas, e também ganhavam dinheiro recrutando outras mulheres a vender para a empresa.

Expansão e Sucesso

Por volta de setembro de 1964, a Beauty by Mary Kay havia ganho em torno de 200.000 dólares em revendas, e tinha uma equipe de mais de 300 representantes de venda. Empenhada em expandir, Mary Kay tornou a empresa pública em 1967, e tornou-se a primeira mulher a liderar uma empresa listada na New York Stock Exchange. Para expandir mais ainda, a companhia adicionou à sua linha cosméticos coloridos, incluindo batons, sombras, esmaltes, blushes e uma variedade de bases e pós. Durante os anos sessenta, Mary Kay começou a premiar suas vendedoras com melhor desempenho com os famosos Cadillacs cor-de-rosa. Essa prática continua até os dias atuais, e mais de 6000 Cadillacs cor-de-rosa foram concedidos ou emprestados às consultoras de vendas.

Novos Produtos

Ao longo dos anos oitenta, mais mulheres começaram a entrar no mercado de trabalho, o que levou a uma diminuição nas vendas da Mary Kay. Para aumentar as vendas, a empresa começou a adicionar novas linhas de produtos. Em 1991, Mary Kay fez parceria com a International Flavors and Fragrances para introduzir uma linha de perfumes e produtos de banho. Ela também expandiu a linha original de cuidados com a pele para incluir tratamentos anti-idade e antirrugas. Outro marco importante dos anos noventa ocorreu quando Mary Kay foi certificada pelo FDA para produzir produtos regulados, como protetores solares e cremes de tratamento de acne. A empresa adicionou ainda uma linha de cuidados para homens durante esse período.

Expansão Internacional

Em meados dos anos noventa, a Mary Kay era a linha de produtos de pele e beleza mais vendida na América, com vendas de mais de 700 milhões de dólares por ano. A crescente competição da indústria levou a empresa a expandir no exterior. Enquanto a Mary Kay fazia algum progresso nos mercados internacionais, o impacto no enorme mercado asiático era pequeno. Em 1995, os produtos Mary Kay estavam disponíveis em Taiwan, na China e no Japão. Devido às rígidas regulamentações de saúde, a empresa era forçada a produzir os cosméticos no Japão para esses mercados, além dos Estados Unidos. Mary Kay também modificou as cores e as fórmulas para adaptar-se aos tons e necessidades das peles asiáticas. Finalmente, a China marcou a primeira saída das vendas diretas da companhia. As vendas diretas foram banidas na China, e a Mary Kay simplesmente vendia seus produtos nos mercados tradicionais, com grande sucesso.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível