História dos tapetes de oração turcos

Escrito por emily jean taylor | Traduzido por nicolle roesner
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
História dos tapetes de oração turcos
Um tapete com design cuidadosamente detalhado (Carpet image by big from Fotolia.com)

Aninhado entre a Europa, Ásia e Oriente Médio, o país da Turquia é bem conhecido entre seus visitantes por seus tapetes primorosamente desenhados, que adornam diversas casas ocidentais. Apesar de seu apelo turístico, esses tapetes de oração têm um passado rico em significados para qualquer um interessado em enxergar além de seu preço.

Outras pessoas estão lendo

Tapetes de oração

Os tapetes de oração turcos são portáteis e muçulmanos usam-nos para suas orações diárias. De acordo com o ensinamento islâmico, os muçulmanos devem orar cinco vezes por dia direcionados à Meca, a cidade santa islâmica na Arábia Saudita. Os tapetes de oração funcionam, primeiramente, como um jeito de criar um espaço santo para concentração e para fornecer um lugar limpo para oração. Esses tapetes medem, normalmente, de 60 a 120 cm de largura por 120 cm a 240 cm de comprimento e são ricamente decorados com modelos geométricos, desenhados para trazer a atmosfera de uma mesquita onde quer o adorador ore. Hoje, todos os tapetes turcos se tornaram uma variante do estilo de tapete de oração, variando desde pequenos capachos até tapetes gigantes que podem ocupar um cômodo inteiro, todos altamente influenciados pela tradição islâmica.

Razão para tapetes turcos

Enquanto os tapetes turcos são usados para fins religiosos, a Turquia tem uma longa história de tecelagem e utilização desses tapetes antes mesmo da chegada do islamismo na região. Apesar de dividir grande parte de seu litoral com o Mar Mediterrâneo, a Turquia se encontra, na verdade, em uma zona de clima temperado, com temperaturas que variam dramaticamente dia e noite, verão e inverno. Para lidar com tal ambiente, os tapetes quentes se tornaram importantes para sobrevivência. Esses tapetes adotaram significados religiosos quando os islamismo entrou na vida turca, entre os séculos 7 e 8.

História dos tapetes de oração turcos
O território turco (turkey coast image by Vladislav Gajic from Fotolia.com)

Primeiros tapetes

Alguns dos primeiros tapetes que sobreviveram no mundo são tapetes de oração da Turquia datados por volta do século 8, e fortes evidências sugerem que a produção de tapetes já era uma tradição próspera antes mesmo dessa época. Quando Marco Polo passou pela região em suas famosas viagens pela Ásia no fim de 1200, ele notou uma fina arte já presente nos tapetes turcos e tapetes de oração. A presença de tapetes turcos pode ser notada em pinturas europeias desde o século 14, provando que essas mercadorias há muito tempo têm alto valor como objeto de troca fora da fé islâmica.

História dos tapetes de oração turcos
Um dos métodos de tecelagem de tapete (the carpet weaver image by Miguel Montero from Fotolia.com)

Importância cotidiana

Apesar de seu valor como um item de luxo europeu, os tapetes turcos têm sido mais usados em casas comuns. Na verdade, os nômades turcos e sedentários fizeram a maior parte desses tapetes elaborados dentro de casa - não para venda comercial; todas as classes sociais, a não ser os severamente empobrecidos, teriam acesso aos tapetes de oração de todas as formas e preços. Tradicionalmente, as mulheres tinham um papel primário na produção de tapetes, enquanto os homens, às vezes, forneciam a lã e fio. Em seu tempo livre, as mulheres mais velhas ensinavam às suas parentes a arte delicada de fiação e tingimento dos fios e tecelagem dos tapetes para suas famílias. Isso fez com que cada desenho nos tapetes fosse completamente único, apesar de diferentes estilos de tapete normalmente serem ligados a regiões distintas da Turquia.

Expansão industrial

Os tapetes turcos permaneceram objetos caros e luxuosos no exterior até meados do século 19. No final de 1800, porém, os avanços tecnológicos da Revolução Industrial permitiram a produção em massa dos tapetes turcos em larga escala. Os corantes sintéticos e inovações nas fábricas fizeram com que os tapetes turcos se tornassem acessíveis à classe média pela primeira vez. A demanda europeia por esses tapetes aumentou, bem como o número de pessoas ganhando a vida tecendo tapetes na Turquia. O que antes fora primeiramente um negócio familiar, se tornou algo mecanizado. Em 1914, estima-se que 60.000 pessoas na Turquia estavam empregadas na indústria do tapete.

Tipos

Hoje, os tapetes turcos continuam sendo produzidos, tanto em fábricas como em casa, e ainda são usadas as mesmas tintas e materiais tradicionais que as pessoas usaram por séculos. Três tipos básicos de tapetes turcos estão disponíveis no mercado: lã com lã, lã com algodão e seda com seda.

Tipo menos caro de tapetes turcos, os tapetes de lã com lã tendem a usar tinturas naturais. Eles possuem uma contagem baixa de nós e tradicionalmente apresentam desenhos geométricos simples.

Como o algodão é um material mais fino que a lã, os tapetes de lã com algodão tendem a apresentar modelos mais complexos, às vezes com desenhos geométricos complicados ou até mesmo modelos florais. Eles também apresentam tinturas naturais e sintéticas.

Sem dúvida os tapetes turcos mais caros e complicados, os tapetes de seda com seda utilizam somente tinturas sintéticas. Sua alta contagem de nós permite ainda mais liberdade com os modelos, que podem ser bem detalhados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível