Histórias de princesas africanas

Escrito por michael brent | Traduzido por luana ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Histórias de princesas africanas
Princesas africanas (Digital Vision/Photodisc/Getty Images)

A realeza não é domínio exclusivo da Europa, pois o continente Africano tem sido, historicamente, governado por seus próprios reis e rainhas. Ao longo da história da África, de fato, uma série de princesas notáveis liderou seu povo durante momentos extraordinários. Além dos relatos históricos sobre a vida dessas mulheres, as princesas africanas foram temas de romances ficcionais e até mesmo de uma proposta de filme animado.

Outras pessoas estão lendo

"Princesas Africanas: As vidas surpreendentes de mulheres da realeza da África"

Neste livro de 2004, direcionado a leitores de 9 a 12 anos, a autora Joyce Hansen apresenta o perfil de seis princesas africanas de vários períodos da história, desde 1473 a.C. até o presente momento. Em seu livro, Hansen conta a história de Harshepsut do Egito, Taytu Betul da Etiópia, Njinga da Angola, Amina da Zaria, Tata Ajach de Daomé e Uganda's Elizabeth Nyabongo de Toro. Estas mulheres, escreve Hansen, eram ''arriscadas e corajosas, sabiam exatamente o que queriam'' e provaram ser líderes eficientes durante períodos que ''a maioria das mulheres tinham pouco poder real''.

''A pedido de Sua Majestade: Uma princesa africana na Inglaterra vitoriana''

A biografia do autor Walter Dean Myers conta a história de uma princesa de 5 anos do Egbado que assistiu impotente o assassinato de seus pais em 1848 por uma tribo rival, o rei e a rainha da dinastia da África ocidental, e foi capturada para sacrifício humano. Alguns anos depois, a menina foi resgatada pela Marinha Britânica, que a trouxe para a Inglaterra, renomeou-a Sarah Forbes Bonetta e a apresentou à rainha Vitória. A rainha ficou interessada em Sarah, primando por sua educação e bem-estar, e ela se tornou uma visitante assídua do castelo de Windsor, permanecendo amiga da rainha pelo resto da vida.

"Guanya Pau: A história de uma princesa africana''

Originalmente publicado em 1891, ''Guanya Pau'' é um romance ficcional escrito por Josep Jeffrey Walters, um nativo africano convertido ao Cristianismo. O primeiro livro de ficção escrito por um africano para ser publicado em inglês, o romance conta a história de Guanya Pay, uma jovem liberiana da tribo Vai. Prometida a um homem muito mais velho quando era criança, ela foge de casa para não ser forçada a se casar com um homem que não ama. O enredo segue a sua árdua jornada para a salvação.

''A Princesa Africana''

Em 2007, o Chicago-based Covenant Pictures anunciou planos para lançar um filme de animação chamado ''A Princesa Africana''. De acordo com o diretor de criação da Covenant, Kerry Marshall, o filme contaria a história de uma jovem princesa africana chamada Zya, que é a única herdeira do reino governado por seu pai até uma série de eventos devasta seu país e faz com que ela sofra de amnésia e esqueça sua real identidade. Embora o filme estivesse programado para ser lançado em 2008, em meados de 2011 ele ainda não havia estreado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível