×
Loading ...

Ideias para feira de ciências envolvendo extração de DNA

Atualizado em 17 abril, 2017

As moléculas de DNA são os tijolos na construção de nosso corpo, e, em sua extração, o ácido desoxirribonucleico (DNA) é extraído da célula ou vírus onde vive. Essa extração é usada para encontrar bactérias e vírus no ambiente, além de diagnosticar doenças genéticas e auxiliar em investigações criminais. As experiências envolvendo extrações de DNA ajudam os alunos a entenderem a complexidade do corpo humano e como os sistemas funcionam.

Os projetos de feira de ciências com DNA são recomendados para alunos tanto do ensino fundamental quanto do médio (Comstock/Comstock/Getty Images)

Sobrevivência do DNA celular

O DNA faz parte de todos os seres vivos, e, neste projeto, os alunos investigarão se o DNA de uma cebola sobrevive se for separado dos outros componentes da célula. Antes de começar esse experimento, pesquise sobre o DNA encontrado na matéria vegetal. Você precisará de tubos de ensaio para esse projeto. Coloque um filamento de DNA de cebola em três tubos diferentes e, em seguida, coloque esses tubos em ambientes diferentes: deixe um em temperatura ambiente, outro na geladeira e outro em alguma lugar quente. Depois de alguns dias, observe esse filamento em um microscópio e veja se ainda há algum DNA sobrevivente. Compare os tubos e registre os resultados. Qual é o efeito causado pela temperatura no DNA da cebola? Por quanto tempo ele sobreviveu em cada ambiente, caso tenha sobrevivido?

Loading...

Genes de morango

Para esse experimento, coloque uma garrafa de álcool no freezer. Misture sal, água e detergente líquido em uma pequena vasilha e reserve. Coloque gaze em um funil e, em seguida, coloque-o em um vidro. Ponha alguns morangos em um saco plástico, retire todo o ar e feche a sacola. Amasse os morangos dentro da sacola por dois minutos, acrescente três colheres de sopa de detergente e sal e retire todo o ar antes de fechá-la. Mexa novamente por um minuto e despeje-a pelo funil. Espere até que não haja mais líquido no funil e jogue a gaze fora. Coloque o líquido do vidro em um tubo de ensaio até que um quarto dele esteja cheio. Vire o tubo e, devagar, coloque um pouco do álcool resfriado, tomando o cuidado de não misturar as soluções. O DNA será encontrado na camada branca "grudenta" entre o álcool e a mistura de morango. Recolha uma amostra, mergulhando um espeto de bambu no líquido, no ponto onde as camadas se encontram, e retire-o. O líquido viscoso ficará grudado no espeto. Observe o DNA no microscópio.

Extraindo DNA de cebola

Prepare um banho quente (a 60 °C) e um frio (a 4 °C). Prepare uma solução com uma colher de sopa de detergente líquido e 1/4 de uma colher de chá de sal. Adicione água destilada até completar 100 ml. Fatie uma cebola grande, coloque-a em uma xícara e cubra com a solução de 100 ml. Coloque essa mistura no banho quente por dez a 12 minutos, pressionando as cebolas contra as laterais da xícara com uma colher de pau. Coloque a mistura na água fria por cinco minutos, pressionando a cebola da mesma forma. Filtre com um filtro de café ou quatro camadas de gaze colocadas sobre outro copo medidor. Coloque a solução filtrada no tubo de ensaio até que aproximadamente 1/3 esteja cheio. Acrescente álcool frio no tubo, criando uma camada de 1 cm acima da solução de cebola. Reserve a solução por dois a três minutos. Em seguida, insira o espeto de madeira para coletar DNA da camada formada entre a solução de cebola e o álcool. Observe o DNA no microscópio.

Coletando DNA

O propósito desse projeto de ciências é coletar DNA de diversos itens comuns. Misture 1/2 xícara de ervilhas partidas com sal e água fria destilada em um liquidificador, batendo por 15 segundos. Despeje a mistura em uma vasilha de vidro, passando por um coador com buracos muito pequenos. Acrescente duas colheres de sopa de detergente ao líquido formado pelas ervilhas e deixe agir por dez minutos. Encha 1/3 de um tubo de ensaio com essa mistura e coloque um pouco de amaciante de carne ou uma gota de solução de limpeza para lentes de contato, agitando com cuidado. Coloque também álcool no tubo na mesma quantidade da mistura de ervilha. Tire fotos da camada de DNA que se forma entre essas duas fases. Registre as observações feitas em um diário e repita o procedimento com outras frutas, vegetais ou carnes, lembrando de sempre anotar os resultados obtidos.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...