Mais
×

Como identificar se uma amoreira é macho ou fêmea

Atualizado em 19 julho, 2017

A amoreira é uma árvore de clima subtropical nativa da América, Ásia, África e Europa. Ela foi amplamente procurada na Ásia, pois serve de alimento ao bicho-da-seda. A amoreira é uma espécie dioica, o que significa que existem indivíduos machos e fêmeas. O fruto é doce e carnoso, sendo procurado por animais, humanos e pássaros, mas ela pode manchar e sujar. Se quiser uma árvore para o paisagismo, escolha um espécime macho, pois ele não produz frutos, mantendo o ambiente mais limpo. Existem três espécies principais que produzem frutos comestíveis: a branca, a vermelha e a preta; as duas últimas possuem sabores mais fortes. As amoreiras são caducifólias e, em média, podem crescer até 12 metros. Elas necessitam de um solo rico, bem drenado, exposição à luz solar e devem ser plantadas aproximadamente a 4,5 metros de distância uma da outra. Saiba o que procurar para identificar o sexo da planta.

Instruções

As amoreiras servem de alimento ao bicho-da-seda (Christopher Furlong/Getty Images News/Getty Images)
  1. Compre algum livro que forneça imagens tanto das flores masculinas quanto femininas, para o propósito de identificação. O único jeito de diferenciar um espécime macho de um fêmea é através das flores que produzem. Observe as diferenças entre elas.

  2. É possível examinar as flores masculinas de uma amoreira ao final da primavera, pois as flores determinam o sexo das árvores. Se for um espécime macho, a flor produzida apresenta um feixe cilíndrico e alongado com cerca de 5 cm de comprimento ao final da estação. A flor é estreita e verde, com pétalas brancas pontilhadas. Elas são conhecidas como pingentes de flores devido ao formato. Se observar flores nesse período do ano e elas apresentarem essa descrição, provavelmente tratam-se de árvores masculinas.

  3. Verifique se há flores femininas nas árvores, que também florescem na primavera, mas geralmente após as fores masculinas. Os especialistas não conseguem determinar o momento exato em que as flores de ambos os sexos florescem, sendo possível que esse fenômeno ocorra simultaneamente, mas em árvores diferentes. Assim como um espécime macho, uma fêmea produz um único tipo de flor. Ela é globular e menor -- com cerca de 1,25 cm até 2,5 cm de comprimento -- sendo bem mais inchada que a masculina. Possui uma coloração esverdeada e pode ter uma tonalidade branca ou vermelha. Ao contrário do sexo oposto, ela se transformará em um fruto de amora. Uma mesma árvore pode apresentar ambas as flores, mas isso é um fenômeno raro.

O que você precisa

  • 1 flor de amoreira macho
  • 1 flor de amoreira fêmea
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article