Como identificar carne estragada

Escrito por jennifer ratliff | Traduzido por felipe fogolin
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar carne estragada
Proteja-se dos perigos da carne estragada (raw veal meat image by Maria Brzostowska from Fotolia.com)

Doenças de origem alimentar como E. coli e salmonela são responsáveis por milhões de casos de intoxicação alimentar por ano, isso somente nos Estados Unidos. A maioria destes casos são causados pela ingestão de carne estragada. Apesar de até carne fresca poder estar infectada, suas chances de ficar doente crescem exponencialmente conforme o tempo da carne. Saber como identificar quando a carne passou do tempo ideal pode evitar que você experimente os efeitos desagradáveis da intoxicação alimentar.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Cheque a data de validade na embalagem. Acredite ou não, vender carne depois da data de validade não é sempre ilegal. Se a carne passou da sua data de validade, não compre, não importa o quão baixo estiver o preço.

  2. 2

    Verifique a cor da carne. Não é necessário que ela esteja passada da data de validade para estar estraga, e nem uma cor estranha na carne significa que ela esteja ruim. Carne de frango boa pode ter cor entre branco-azulado a amarelo. Idealmente, carne de porco crua é rosa-acinzentado. Carne moída pode ser complicada. A maioria das pessoas associam a carne moída mais fresca com uma cor vermelha intensa. Porém, essa cor avermelhada não é a cor natural de carne de boi fresca, mas ocorre devido à exposição ao ar. Se carne moída fresca pudesse ser embalada a vácuo e ficasse longe de oxigênio, sua cor seria um vermelho-arroxeado. Ao contrário da crença popular, só porque a carne moída ficou marrom não significa que ela está passada. A carne de animais mais velhos será mais escura que a de animais mais novos. Além disso, às vezes a luz da loja pode causar uma reação com a carne, tornando-a vermelho-amarronzado.

  3. 3

    Cheire a carne. Esse é provavelmente o jeito mais fácil de descobrir se ela está estragada. Qualquer que seja o tipo de carne, se o cheiro for rançoso ou desagradável, é bom não comer. Você pode encontrar carne moída em lojas que aparenta estar fresca, mas tem um leve odor. Isso pode significar que ela está começando a estragar, ou que a loja usou monóxido de carbono quando ela foi embalada para manter a cor vermelha bonita mesmo depois que estrague. De qualquer maneira, não corra o risco. Carne de aves têm um odor mais distinto quando ela começa a estragar -- um cheiro pútrido que deve desencorajar até aqueles com um estômago de ferro de comê-la.

  4. 4

    Use um tempo para inspecionar a carne. Carne estragada frequentemente tem uma textura pegajosa, que é um sinal que bactérias começaram a se multiplicar na sua superfície. Carne ruim, especialmente de aves, pode também ficar viscosa ou pegajosa. Se você notar qualquer tipo de crescimento na carne, ou se existem áreas que estão pretas ou verdes, é sinal de que começou a crescer mofo.

Dicas & Advertências

  • Logo você vai poder checar se a carne está boa bem antes de ela começar a mostrar sinais físicos. A Food Quality Sensor International Inc. inventou o SensorfreshQ, um aparato de bolso que usa uma amostra de ar para detectar aminas biogênicas, subprodutos de bactérias.
  • Deixar a carne no freezer muito tempo não vai estragar o produto, mas vai mudar sua cor e remover os nutrientes. Cozinhar carne com queimaduras de freezer muitas vezes resulta em uma refeição seca e amarga.
  • Carne mal passada, não importa o seu frescor, pode apresentar os mesmos perigos para humanos que carne estragada. Cozinhe bem para minimizar sua chance de contrair uma doença de origem alimentar.
  • Não confie na data de validade de carne comprada em lojas como uma indicação de frescor, já que estas datas podem ser facilmente manipuladas. Use seus sentidos (incluindo o senso comum) para decidir se a carne está fresca ou estragada.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível