Como identificar componentes defeituosos em uma placa de circuito impresso

Escrito por j.t. barett | Traduzido por thiago andre scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar componentes defeituosos em uma placa de circuito impresso
Você pode identificar alguns componentes defeituosos de uma placa simplesmente olhando para ela (circuit board image by Sean Gladwell from Fotolia.com)

Antes de conseguir consertar um eletrônico, você deve encontrar os componentes defeituosos de sua placa de circuito impresso, também conhecido como PCB. Pode ser uma tarefa complexa, porque cada tipo de componente precisa ser testado de uma forma específica. É interessante verificar primeiro os transístores, pois eles podem ser verificados rapidamente, no circuito. Os componentes passivos, como os resistores e indutores, não costumam dar problemas com tanta frequência, mas até eles podem quebrar ou queimar.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Alicate de bico fino
  • Esquema do circuito
  • Multímetro digital
  • Circuitos integrados

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Desligue a energia do circuito antes de examinar a placa. Desconecte o cabo de força da tomada.

  2. 2

    Verifique os fusíveis da placa. Se encontrar algum, remova-o com o alicate de bico fino e veja se parece estar estourado. Se o fusível for de vidro, veja o filamento interno. Se o filamento estiver rompido, o fusível precisa ser substituído. Se ele for de cerâmica, verifique com um multímetro. Configure o multímetro para verificar a continuidade e encoste as sondas nas pontas metálicas do fusível. Se o medidor apitar, o fusível possui continuidade, e está bom.

  3. 3

    Examine se os componentes da placa estão danificados fisicamente. Você pode ver as marcas de queimado, quebras, fios quebrados, peças estufadas ou esmagadas. Assuma que qualquer peça com danos visíveis está defeituosa.

  4. 4

    Ligue o multímetro digital e coloque-o na função de teste de diodos.

  5. 5

    Identifique os transistores bipolares (NPN ou PNP) no esquema da placa, e encontre-os na placa. Encontre as sondas do multímetro nos pinos coletor e emissor de cada transístor. O medidor deve registrar circuito aberto ou resistência alta.

  6. 6

    Encoste a sonda negativa no coletor e a positiva na base de cada transistor NPN. A leitura deve ser de algumas centenas de milivolts. Coloque a sonda negativa no emissor, e a leitura deve ser semelhante. Inverta as sondas, e a leitura deve ser de infinito, sobrecarga ou resistência alta. Coloque a sonda positiva no coletor, e a leitura deve ser semelhante.

  7. 7

    Conecte a sonda positiva no coletor e a negativa na base de cada transistor PNP. A leitura deve ser de algumas centenas de milivolts. Mova a sonda positiva para o emissor, e deve obter uma leitura similar. Inverta as sondas, e o multímetro deve indicar resistência alta. Coloque a sonda negativa no coletor, e a leitura deve ser semelhante.

  8. 8

    Substitua os circuitos integrados (CIs) por outros semelhantes, de mesmo tipo, se eles forem de soquete. Teste o circuito. Religue o cabo de força na tomada e ligue o aparelho. Se ele não estava funcionando direito ou nem ligava e passou a funcionar, o problema era nos circuitos integrados que foram substituídos.

Dicas & Advertências

  • O teste dos circuitos integrados no Passo 7 assume que o problema está apenas no circuito interno, e não em outra peça.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível