Como identificar doenças em framboeseiras

Escrito por audrey pannell | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar doenças em framboeseiras
Identifique e trate ou remova as framboeseiras doentes (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As framboeseiras pertencem ao gênero Rubus, sendo a maioria do subgênero Idaeobatus. As framboesas são frutas vermelhas compostas geralmente produzidas no meio do verão, mas com diferentes tecnologias de colheita e cultivos, encontram-se disponíveis o ano todo. São vítimas de algumas doenças das plantas, que podem danificá-las ou matá-las. Doenças fúngicas e virais podem atacá-las, limitando tanto sua produção como sua longevidade. Se infectada por uma doença viral, a planta fica doente por toda a vida. Identificar e tratar a doença pode ajudar a salvar as framboeseiras das vizinhanças antes que sejam vitimadas.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Luvas de jardinagem

Lista completaMinimizar

Instruções

    Identifique doenças fúngicas e bacterianas

  1. 1

    Ponha as luvas de jardinagem. As framboeseiras têm espinhos finos que podem espetar suas mãos.

  2. 2

    Examine a framboeseira delicadamente em busca de anormalidades.

  3. 3

    Procure por sintomas da doença antracnose. Haverá lesões ovais vermelho-arroxeadas, com um centro que se torna marrom-pálido ou acinzentado e uma área circundante arroxeada e elevada, localizada nas framboeseiras em primeiro ano de frutificação. Manchas marrom-arroxeadas se desenvolvem nas folhas. As lesões podem tornar as hastes secas e rachadas ou causar sua morte. Essas framboesas infectadas podem produzir ramos e frutas irregulares ou sofrer ressecamento nas pontas.

  4. 4

    Examine as hastes machucadas ou danificadas em busca da doença da ferrugem. Se estiverem infectadas, verá lesões negras, marrons ou cinzentas nas framboeseiras em segundo ano de frutificação. As lesões contêm picnídios negros. A haste infectada pode ser frágil ou quebrar-se perto da lesão. A doença causará o emurchecimento e, eventualmente, sua morte, assim como a dos botões axilares e ramos laterais.

  5. 5

    Procure por lesões em forma de V com bordas amareladas em torno dos nodos em framboeseiras em primeiro ano de frutificação. Esses são sinais da doença da ferrugem. Os botões próximos dos infectados podem se tornar inativos ou definhar e os brotos podem não produzir tantas flores. As lesões podem se tornar prateadas a acinzentadas no inverno.

  6. 6

    Examine a planta em busca de ferrugem na florescência e apodrecimento da fruta, que são sinais do mofo cinza. As framboeseiras danificadas ou machucadas são suscetíveis ao mofo cinza e ao frio, enquanto o tempo úmido aumenta a probabilidade de apodrecimento.

  7. 7

    Estude a planta para detectar sinais de Verticillium, um fungo da terra que infecta o tecido vascular da framboeseira. As hastes frutíferas infectadas geralmente têm um alburno vermelho-amarronzado. As hastes murcham, seu crescimento é atrofiado e, eventualmente, morrem. As vezes, a planta inteira morre.

  8. 8

    Procure por hastes encharcadas de água ou verde-escuras. Esses são sintomas da doença "fogo bacteriano". Pode-se ver gotejamento das fissuras nas hastes infectadas, assim como uma ponta enrolada, e a coloração posteriormente se torna de roxa a negra.

  9. 9

    Examine as folhas em busca de manchas brancas, cinzentas ou bronzeadas, que são sinais de mancha foliar. Procure lesões em que o centro se rompeu, deixando uma aparência de buraco de um projétil. As folhas infectadas podem cair.

  10. 10

    Vire as folhas da planta para cima e examine a superfície inferior em busca de um crescimento farinhoso acinzentado. Esses são sinais do fungo de oídio, que ocorre anualmente.

  11. 11

    Continue a examinar as folhas. Se encontrar manchas alaranjadas, a planta pode estar infectada por fungos da ferrugem. Esse fungo infecta as folhas e as hastes e, às vezes, também a fruta.

  12. 12

    Analise a planta no meio do verão em busca de sinais de ferrugem foliar tardia. Ela causa esporos farinhosos, finos, amarelo-claros, que aparecem nos pecíolos das folhas, em brotos das hastes, cálices e na fruta.

  13. 13

    Examine as plantas em áreas inferiores, mal drenadas, em busca de apodrecimento da raiz por Phytophthora. Você verá algumas hastes terminais murchas ou grandes hastes inteiras murchas e tombadas.

    Identifique doenças virais

  1. 1

    Examine as folhas da framboeseira, à procura de pontas mosqueadas, formação de bolhas e amarronzadas. Isso tudo é sinal de doença do mosaico da framboesa, que também pode causar atrofia das folhas. A força da planta, qualidade da fruta, resistência no inverno e produção de frutas, podem todos diminuir com a doença.

  2. 2

    Identifique a "folha enrolada da framboeseira" procurando folhas verde-escuras enroladas ou distorcidas. As plantas são atrofiadas e têm ramos excessivos. A safra de frutas se torna pequena, friável e cheia de sementes.

  3. 3

    Identifique os sintomas do vírus da mancha anelar do tomate. As plantas infectadas mostram padrões anelares amarelos ou clorose da nervura em suas folhas e crescimento atrofiado. A produção de frutas é pobre e friável.

  4. 4

    Inspecione as folhas em busca de deformidades e áreas amarelas. Esses são sintomas da doença viral "estria do tabaco".

  5. 5

    Examine as plantas com reduzida produção de frutas e menos rigidez. A planta pode estar sofrendo de "nanismo arbustivo da framboeseira", com sintomas que geralmente são visíveis nas folhas. Estas desenvolvem clorose nas nervuras e linha irregular ou padrões em "folha de carvalho".

Dicas & Advertências

  • Trate as doenças fúngicas com fungicida, seguindo todas as instruções do fabricante e use um inseticida para prevenir doenças virais. Destrua as plantas gravemente doentes e infectadas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível