×
Loading ...

Como identificar uma katana japonesa antiga

Atualizado em 21 novembro, 2016

Já muito cedo, no século décimo, artesãos no Japão concentraram-se na criação da espada "perfeita". Os japoneses foram os primeiros a perceber que a esgrima adequada não deveria exigir dos músculos, mas ao invés disso, exigir um esforço da mente; assim, eles criaram a espada katana para seus samurais guerreiros. O intenso processo de têmpera dificulta muito a possibilidade da espada ser danificada e proporciona uma longevidade que ultrapassa a qualidade das ocidentais. Milhares dessas lâminas circularam por muito tempo, deixando de serem usadas somente durante a era da Revolução Industrial nos séculos quinze e dezesseis. As katanas antigas ainda existem e saber como identificar uma dessas relíquias é útil para colecionadores e entusiastas.

Instruções

Os artesãos projetaram as katanas para velocidade e agilidade, não força (katana image by NetGraphi from Fotolia.com)
  1. Observe a espada. Segure-a para ver como ela é quando manuseada e a qualidade do aço. Embora ela esteja velha e possivelmente enferrujada, seus criadores fizeram a katana japonesa para durar por inúmeras batalhas, uma verdadeira katana antiga estará em relativa boa forma, apesar de sua idade. Observe também o peso da espada. A katana foi projetada para ser leve, muitas vezes não mais do que um ou dois quilos; qualquer espada mais pesada provavelmente não é uma katana genuína.

    Loading...
  2. Verifique o ponto de equilíbrio, já que como a katana era considerada a alma do guerreiro, elas deveriam ser perfeitas, assim seus criadores a fizeram. O peso do punho deve contrapor o peso da lâmina, o que a torna mais fácil de ser manuseada. Você deve ser capaz de equilibrar a espada horizontalmente no seu dedo, bem no ponto onde a lâmina entra em contato com o punho. Quanto mais desequilibrada ela parecer, mais chances há dela não ser uma antiguidade real.

  3. Observe as frivolidades. Uma katana japonesa genuína raramente tinha os enfeites da classe alta. A classe samurai era normalmente bem respeitada na sociedade japonesa, mas hoje seria considerada "classe média". Portanto, uma antiguidade genuína terá poucas decorações ou nenhuma. Se houver joias no cabo e um punho de ouro ou prata, provavelmente não é uma antiguidade, mas uma réplica. A espada deve parecer prática e possivelmente ter alguns sinais de desgaste. Uma katana perfeitamente preservada com ornamentação pesada é extremamente rara, mesmo nos dias em que era comum.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...