Como identificar presas de marfim legítimas?

Escrito por suzanne akerman | Traduzido por ana carolina fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como identificar presas de marfim legítimas?
Como saber se sua relíquia foi feita com marfim de elefante? (Piano Keys image by Dawn from Fotolia.com)

Durante os anos 1700 e 1800, fabricantes de pentes, botões, instrumentos científicos, bolas de bilhar e teclas de piano usaram uma quantidade enorme de presas de elefante, de acordo com a Fundação African Wildlife. Felizmente para os elefantes, o comércio de marfim diminuiu em todo o mundo desde então, o que significa que todos os produtos mais recentes que parecem ser feitos desse material são, na verdade, sintéticos. No entanto, quando se trata de antiguidades é fundamental que os compradores, vendedores e colecionadores saibam distinguir corretamente marfim real do falso ou de plástico.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Lupa ou lente de aumento
  • Transferidor (opcional)

Lista completaMinimizar

Instruções

    Como identificar marfim de elefante

  1. 1

    Observe a superfície do dente de elefante ou pedaço de marfim que você está tentando identificar. Se houver uma camada escura na parte externa reminiscente de uma casca de árvore, a presa não é de elefante. No entanto, esta camada externa é a maneira mais simples de identificar verdadeiro marfim de mamute, que vem da China ou do Japão. Como essas presas ainda estão disponíveis e sem as mesmas restrições dos dentes de elefante, o marfim de mamute não é tão cobiçado, mas aumentará de valor com a diminuição da oferta.

  2. 2

    Passe os dedos ao longo da presa ou peça se ela for grande o suficiente para fazê-lo. Se você sentir pequenos sulcos ou fissuras longitudinais não se trata de marfim de verdade.

  3. 3

    Procure também pequenos buracos ou relevos na peça. Ossos de qualquer animal são substitutos comuns para o marfim de elefante, e os sulcos e a corrosão são sinais da decomposição natural desses materiais. Manchas escuras ou desbotadas também indicam que o item é feito de osso.

  4. 4

    Use uma lente de aumento ou lupa do tipo que joalheiros utilizam para inspecionar diamantes. Observe os padrões e as linhas na peça. Se o marfim é real, você verá linhas finas que correm em paralelo, bem como um padrão de linhas finas que se reúnem numa extremidade para formar uma letra V. Estes dois padrões distintos serão colocados em cima uns dos outros, dando uma aparência cruzada.

  5. 5

    Estime a medida dos ângulos das formas de V sobre a presa. Você pode ter que usar um transferidor, mas geralmente isso é muito difícil com pedaços pequenos de presa. Se o ângulo é menor do que 90 graus, o marfim é de mamute, e não de elefante. Se ele for superior a 90 graus, pode ser tanto elefante quanto mamute.

  6. 6

    Procure sinais de idade como etapa final para distinguir o marfim de elefante do de mamute. O de elefante muitas vezes desenvolve linhas e rachaduras à medida que envelhece, que são ausentes no marfim de mamute devido a sua escavação recente.

Dicas & Advertências

  • Todas essas diferenças mínimas nas linhas, rachaduras e buracos podem ser confusas no início, e colecionadores novatos se enganarão ocasionalmente. Certifique-se de que seu vendedor conheça o marfim que está comercializando.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível