Conhecimento

Impactos positivos e negativos da mineração de carvão em humanos

Escrito por helen fitzgerald | Traduzido por angela spada
Impactos positivos e negativos da mineração de carvão em humanos

A mineração de carvão é uma questão controversa em muitos países

Comstock/Comstock/Getty Images

O carvão é um combustível fóssil, feito de matéria orgânica que foi pressionada por muito tempo dentro de camadas de terra. Seu uso primário pelos humanos é como fonte de energia, embora o carvão de antracito tenha uso extenso na purificação de água. O uso do carvão tem seus aspectos positivos e negativos; por um lado, é a fonte de muitos benefícios e confortos; por outro, é perigoso, sujo e desagradável ao ambiente.

Outras pessoas estão lendo

Desenvolvimento econômico

Os países do terceiro mundo, como Chile, Botsuana e Papua Nova Guiné, tiveram considerável desenvolvimento econômico nacional resultante da mineração. Operações de mineração em larga escala muitas vezes investem dinheiro na comunidade na forma de educação, desenvolvimento de infraestrutura e outros serviços. Até mesmo a mineração em menor escala emprega cerca de 13 milhões de pessoas no mundo todo.

Energia

Cerca de 41% da eletricidade mundial é gerada pela queima de carvão. Em alguns países, essa cifra chega a 93%. Embora fontes alternativas de energia continuem a ser desenvolvidas, elas ainda não têm capacidade de substituir o carvão. Em muitos países muito frios, como a Rússia, Ucrânia e Mongólia, o carvão é a fonte primária de calor doméstico, salvando vidas.

Perda de terra

A mineração de tira é um método que descasca uma a uma as camadas da superfície da terra. Quando realizada em larga escala, cordilheiras inteiras são lentamente reduzidas. A beleza física das montanhas, que há muito os seres humanos descobriram ser tocante, em grande parte é destruída — e, com isto, cemitérios ancestrais, sítios arqueológicos e muitos outros tesouros culturais e estéticos.

Riscos aos trabalhadores

As atividades de mineração de carvão são perigosas. O risco de acidentes ou doenças na mina, como silicose ou pulmão negro decorrente da respiração da poeira de carvão, é alto. No caso trabalhadores de minas subterrâneas, o maior perigo está nos desabamentos da terra de cobertura. É mais comum nos mineiros que trabalham na superfície sofrer lesões resultantes de máquinas pesadas e "transporte motorizado", um termo que usam para seus transportadores, elevadores, caminhões, carregadores e outros equipamentos usados para movimentar pedras e pessoas.

Preocupações ambientais

Tanto a mineração como a queima de carvão são causas de muitas preocupações ambientais. Elas incluem contaminação de lençóis d'água subterrâneos, liberação de dióxido de carbono (CO₂) e metais pesados dentro da terra e na atmosfera, bem como 100 milhões de toneladas de resíduos de carvão todos os anos. Cerca de 93% do dióxido de enxofre gerado pela indústria elétrica provém de usinas de energia através da queima de carvão. Grandes quantidades de água são necessárias para fins de resfriamento, o que pode impor estresse nos suprimentos de água locais.

Dano à infraestrutura

A mineração de tira requer extensas detonações de explosivos, o que causa dano estrutural a edifícios locais, estradas e poços. As explosões podem ocorrer a menos de 300 metros de distância das residências, muitas vezes causando prejuízos de milhares de reais a fundações, pisos e quintais. Edifícios históricos e cemitérios fora do perímetro urbano também estão em risco. As empresas de mineração monitoram as vibrações com sismógrafos e existem limites legais de sua intensidade.

Não deixe de ver

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media