A importância do ciclo das rochas

Escrito por jacquelyn jeanty | Traduzido por diego feijo cabral silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A importância do ciclo das rochas
O ciclo das rochas produz e recicla os materiais que constituem a estrutura da Terra (Rocks image by TAsh from Fotolia.com)

A Terra e o seu meio ambiente se sustentam através de uma série de ciclos pelos quais diferentes elementos passam de forma contínua. O ciclo das rochas envolve as transformações das rochas conforme elas percorrem as camadas da Terra. Assim como acontece com a a maioria dos ciclos naturais, as rochas cumprem um papel essencial no delicado equilíbrio da natureza.

Outras pessoas estão lendo

O ciclo das rochas

As rochas atualmente visíveis na superfície terrestre passaram por estágios de transição que as transformaram de uma forma para outra. A importância do ciclo das rochas reside em como ela forma e recicla as várias camadas que constituem a Terra. Segundo o Centro de Tecnologias Educacionais, estas transições ocorrem conforme as rochas são formadas, desmembradas e reformadas novamente. Sua constituição física se desenvolve a partir de fragmentos semelhantes a cristais que se unem com o tempo. As placas tectônicas terrestres agem como as forças que mantêm o ciclo em movimento fragmentando-os e juntando-os novamente. As placas tectônicas, que também são feitas de rochas, flutuam no manto da Terra, que está localizado logo abaixo da crosta terrestre.

Função

A importância do ciclo das rochas reside em como processos internos e externos trabalham juntos para formar os materiais que constituem a Terra. Para fazer isso, o ciclo passa por três diferentes estágios, que produzem três diferentes tipos de rocha. Segundo o Centro de Tecnologias Educacionais, as rochas dos tipos ígneas, sedimentares e metamórficas aparecem conforme os materiais se deslocam de uma camada terrestre para outra. À medida que as placas tectônicas se movem, erupções vulcânicas produzem um material liquefeito chamado magma ou lava. Conforme estes materiais esfriam, eles podem passar por uma compressão e se tornarem rochas sedimentares, ou podem ser submetidos à mais calor, o que produz rochas do tipo metamórfica.

Rocha ígnea

Segundo o Centro de Tecnologias Educacionais, o magma produzido pelos vulcões contém uma massa de minerais dissolvidos. Conforme o magma esfria com o tempo, estruturas cristalinas começam a ser formadas. Erupções vulcânicas lançam o magma na superfície, bem como nas camadas subterrâneas. O magma que se estabelece no subterrâneo esfria mais lentamente do que quando está a caminho da superfície da Terra. Na prática, a rocha ígnea pode se formar na superfície ou dentro das camadas subterrâneas. O próximo estágio no ciclo das rochas dependerá da área na qual reside uma formação ígnea. Estas rochas têm uma importância especial dentro do ciclo, já que outros dois tipos de rochas evoluem a partir de formações ígneas. Elas também constituem a fundação na qual os continentes terrestres residem, segundo o Science Clarified.

Rochas sedimentares

Rochas sedimentares se formam a partir de formações ígneas, à medida em que os efeitos de erosão das águas e dos ventos rompem os materiais ígneos em fragmentos sedimentares na superfície da Terra. Segundo o Centro de Tecnologias Educacionais, estes fragmentos resultantes podem ser transportados para outras áreas e eventualmente cair ainda mais no solo, conforme as camadas comecem a se acumular na superfície. Em longos períodos de tempo, a acumulação de camadas causa sua aglutinação, que formam as formações de rochas sedimentares. Segundo o Science Clarified, a importância das rochas sedimentares reside em suas capacidades de manter e preservar restos fósseis, que podem fornecer informações valiosas sobre a história da Terra e a sua constituição estrutural.

Rochas metamórficas

Segundo o Centro de Tecnologias Educacionais, as rochas metamórficas são formadas nos lugares onde o magma havia se estabelecido, em áreas embaixo da superfície da Terra. A importância destas rochas reside no papel que elas exercem na formação da crosta terrestre, ou camada da superfície. Este tipo de rocha ganhou este nome devido à palavra metamorfose, pois o calor e a pressão trabalham para reestruturar as formações rochosas. Condições de calor surgem do movimento das placas tectônicas terrestres. As camadas localizadas no topo destas formações também podem produzir calor na forma de pressão litostática. No processo, materiais ígneos começam a secar e formar estruturas semelhantes a cristais. Estes cristais podem crescer se o calor continuar a secá-los juntos, o que resulta nas formações de rochas metamórficas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível