Indícios de que um gatinho prematuro corre risco de morte

Escrito por bethney foster | Traduzido por elisa lacerda de freitas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Indícios de que um gatinho prematuro corre risco de morte
Um gatinho recém-nascido saudável pesa entre 93 a 105 g. Um prematuro pode pesar 56,5 g (Small kitten image by Alexey Arkhipov from Fotolia.com)

Cuidar de gatinhos recém-nascidos é difícil, mas cuidar de filhotes prematuros é ainda mais. Se você tiver gatinhos prematuros, sua melhor opção é contar com os cuidados da mãe deles, oferecendo a assistência necessária. Se isso não for possível, prepare-se para passar o dia inteiro ocupado com a alimentação, a limpeza e os cuidados. Lembre-se que, ainda que você se esforce o máximo possível, alguns, ou mesmo nenhum, dos filhotes podem não sobreviver. Estar ciente dos indícios de que um gatinho prematuro está em perigo irá ajudá-lo a perceber quando você precisa mudar a maneira de cuidar do filhote ou quando você precisa procurar a ajuda de um veterinário.

Outras pessoas estão lendo

Não se alimentar

Muitas vezes, os gatinhos prematuros são tão subdesenvolvidos ou frágeis que não conseguem mamar. Se a mãe estiver cuidando dos filhotes prematuros, verifique se eles são fortes o suficiente para chegar às tetas da gata e mamar. Caso contrário, tente segurar o gatinho próximo ao corpo da mãe para encorajá-lo a se alimentar. Se o filhote não conseguir mamar, o uso de uma seringa ou de um conta-gotas pode ser necessário.

Abdômen distendido

Se o abdômen de seu gatinho prematuro parecer estar distendido ou inchado, ou se o filhote estiver inquieto ou chorar sem nenhum motivo aparente, ele pode estar constipado. É comum que o intestino de um gatinho prematuro não se desenvolva totalmente, o que aumenta as chances de constipação, mesmo que você ou a mãe estimule o gatinho a evacuar.

Temperatura

Se seu gatinho estiver frio ao toque, você precisa tomar providências imediatamente. Os gatinhos não conseguem controlar sua temperatura corporal e precisam ser mantidos quentes. Se o filhote tiver se alimentado e evacuado, mas estiver chorando, a causa mais provável é o frio. No entanto, os gatinhos prematuros entram rapidamente em hipotermia, ficando incapazes de chorar. Se eles estiverem frios, aqueça-os gradualmente. Uma boa maneira de fazer isso é pegar uma toalha morna direto da secadora de roupas e envolver o gatinho nela. Os filhotes não devem ser alimentados se a temperatura corporal estiver abaixo de 35 °C. Eles não digerem os alimentos quando estão com frio. Tente elevar a temperatura corporal antes da alimentação.

Desidratação

É importante monitorar os gatinhos prematuros e verificar se há sinais de desidratação, o que pode ocorrer rapidamente com essas criaturinhas minúsculas. Belisque a pele do filhote perto das omoplatas, puxe-a para cima, solte e veja o quão rápido ela volta ao normal. Se não for imediatamente, isso significa que o gatinho está desidratado. Você também pode examinar as gengivas. Se estiverem pegajosas, isso é um indício de desidratação. Em ambos os casos, o gatinho pode precisar de líquidos injetáveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível