A influência de Platão sobre a religião

Escrito por paul argodale | Traduzido por jose airton almeida neto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A influência de Platão sobre a religião
A influência de Platão sobre o Cristianismo é vasta e complexa (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Bem antes dos santos do cristianismo e do profeta do islamismo, Platão, filósofo grego, já refletia sobre uma boa vida, o Estado ideal, a alma e os limites do conhecimento humano. A influência posterior de Platão sobre a religião pode ser vista no judaísmo, no cristianismo e no islamismo. A influência tem um duplo viés, sendo direta, através dos escritos de Platão, e indireta, através da influência dos seus discípulos e seguidores.

Outras pessoas estão lendo

A influência de Platão sobre o judaísmo

Fílon de Alexandria (20 a.c a 40 d.c), membro da civilização judaica, onde hoje é Alexandria, no Egito, foi bastante influenciado pela língua e pela cultura grega. Ele tentou misturar a filosofia de Platão com a religião hebraica, interpretando os livros do Torá como alegorias, ou metáforas estendidas, no estilo da alegoria da caverna de Platão. Bastante controverso aos olhos dos fieis de sua época, Fílon teve seguidores na comunidade judaica de Alexandria. Todavia, seu trabalho influenciara os teólogos Cristãos antigos.

A influência de Platão sobre a religião
Fílon tentou misturar a filosofia grega à religião judaica (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Cristianismo: Santo Agostinho

Antes de se converter, Santo Agostinho estudou filosofia e retórica. Ao se tornar cristão, ele bebeu com abundância da doutrina platônica das formas, afirmando que o divino é imaterial, que as formas sobre as quais o mundo temporal está baseado existem na mente de Deus, e que este é infinito e imaterial. Agostinho defendeu a fé cristã com argumentos que refletiam a influência da razão dedutiva de Platão. A influência de Agostinho no cristianismo é profunda; a influência do Platonismo sobre Santo Agostinho está sempre presente.

A influência de Platão sobre a religião
Santo Agostinho é a figura chave na filosofia cristã antiga (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Santo Anselmo e São Tomás de Aquino

Santo Anselmo desenvolveu a prova lógica para a existência de Deus que segue a linha da razão, tão conhecida entre os leitores de Platão. Conhecido então como a prova ontológica, Anselmo argumenta a partir de aparências a causas, mostrando que pode se chegar a Deus através da razão. Seguindo mais Aristóteles do que Platão (embora Aristóteles houvesse sido discípulo de Platão por um tempo), São Tomás de Aquino escreveu bastante sobre a relação complementar entre a fé Cristã e a razão.

A influência de Platão sobre a religião
São Tomás de Aquino escreveu bastante sobre a relação entre a fé cristã e a razão (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Islamismo

Os filósofos políticos islãs, Al-Farabi e Avicenna, demonstraram bastante influência de Platão. O livro de Al-Farabi "Al-Madina Al-Fadila" (A cidade virtuosa) é uma (re)imaginação da República de Platão em um contexto islâmico, no qual ele afirma que a razão filosófica é mais importante do que a profecia para uma regra justa. Duzentos anos antes de Santo Anselmo, Avicenna (Ibn SIna, em Persa) desenvolveu sua própria prova ontológica da existência de Deus e argumentou, bem como Platão, defendendo a existência de uma alma eterna.

A influência de Platão sobre a religião
O interesse de Avicenna foi além da filosofia, passando pela matemática, medicina e pela ciência (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível