Informação médica sobre feridas em gatos

Escrito por sandra parker | Traduzido por aline abreu
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Informação médica sobre feridas em gatos
Um gato pode se machucar. Saber o que fazer pode ajudar a curá-lo e até mesmo salvar sua vida (cat face image by Viktor Korpan from Fotolia.com)

Embora os gatos sejam ágeis e tenham patas firmes, eles podem se machucar. A gravidade e o tipo de ferida irão ditar o tratamento requerido. Os machucados podem ser ocasionados por traumas, envenenamentos ou por meio de problemas médicos subjacentes, como a epilepsia. A ideia por trás do tratamento das feridas de um gato é curá-las e prevenir quaisquer infecções bacterianas secundárias.

Outras pessoas estão lendo

Ossos quebrados

Os gatos podem quebrar ossos ao caírem de lugares altos, serem atingidos por um carro, ficarem presos em algo e por muitos outros motivos. A fratura pode ser exposta, o que significa que o osso perfurou a pele, ou interna. Um veterinário deve examinar gatos com fraturas de qualquer tipo imediatamente. Para prevenir movimentos desnecessários dos ossos, o que causará dor e mais danos às estruturas secundárias em torno do ferimento, você deve envolver a área afetada com uma toalha apertada. Esteja ciente de que qualquer movimento próximo à área fraturada causará muita dor, e seu animal pode agir de forma estranhamente violenta. Tome o máximo de cuidado possível para evitar mover o local enquanto leva seu gato ao veterinário. Não administre qualquer medicação contra a dor, pois ela pode ser tóxica.

Envenenamento

A ingestão acidental de componentes tóxicos é bastante comum entre gatos. Dois dos principais culpados são o etileno-glicol, ou anticongelante, e a varfarina, ou veneno de rato. O envenenamento pode representar uma emergência com risco de morte e o atendimento imediato é fundamental para prevenir danos. Se você suspeitar que seu gato tenha ingerido veneno, tente identificar a substância rapidamente. Isso ajudará o veterinário a administrar o tratamento apropriado. Leve seu gato ao consultório o mais rápido possível. Quanto mais cedo ocorrer a intervenção, mais chances seu animal terá de se recuperar completamente.

Machucados decorrentes de brigas entre gatos

Gatos com acesso à rua podem facilmente se machucar em uma briga. Essas feridas são particularmente incômodas, pois não o animal não só sente dor devido ao trauma inicial, mas também pela natureza do machucado (a maioria das mordidas de gatos causam ferimentos profundos). Como a boca dos felinos está repleta de bactérias, quase sempre ocorrem infecções. Em muitos casos, a pele e o tecido ao redor se cicatrizarão sobre as bactérias, criando o que é conhecido como abscesso. A partir daí, os gatos se tornam febris, letárgicos e perdem o apetite. As feridas e abcessos podem não estar aparentes, embora a maioria dos animais apresente inchaço devido à formação de pus. Às vezes, esses abscessos se rompem, propiciando a drenagem do pus. Nesses casos, manter a ferida aberta para uma limpeza cuidadosa é essencial. Do contrário, o veterinário deverá abrir a ferida cirurgicamente. Todos os casos necessitam de antibióticos orais, além de exames para detectar doenças transmitidas por mordidas, como leucemia felina e FIV (vírus da imunodeficiência felina).

Feridas abertas

As feridas abertas necessitam de técnicas de cuidados sépticos apropriadas, elaboradas para ajudar a curar e prevenir infecções. Você deve limpar cuidadosamente os machucados com água morna ou solução antibacteriana fornecida pelo veterinário por até três vezes por dia. Se a localização permitir, aplique uma bandagem esterilizada na área afetada, de modo a manter os germes e fragmentos longe da ferida, embora impedir que o gato retire o curativo seja extremamente difícil.

Convulsões

Gatos que apresentam convulsões em decorrência de doenças como epilepsia também podem se machucar. Os espasmos em si raramente causam algum mal ao animal, porém o contato com objetos pontiagudos ou quentes durante a crise poderão machucá-lo. Se isto ocorrer, a primeira atitude a se tomar é permanecer calmo. Os gatos normalmente ficam ansiosos e desorientados após as convulsões e podem se tornar muito agitados ou assustados se você entrar em pânico. Em seguida, determine a extensão da ferida. Controle qualquer sangramento pressionando o local firmemente e verifique se há ossos quebrados. Leve seu gato ao veterinário se o machucado aparentar ser mais do que superficial.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível