Informações sobre pulmão colapsado

Escrito por rigel celeste | Traduzido por lucas schiavo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Informações sobre pulmão colapsado
Cirurgia pode ser necessário (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Pulmão colapsado é a doença na qual o ar fica preso entre a parte externa do órgão e a parte interna da cavidade torácica, entre as camadas pleurais, que normalmente são estanques. Chamada de pneumotórax, pode ter uma variedade de causas, que vão de ferimentos a desenvolvimento espontâneo.

Outras pessoas estão lendo

Significado

Quando o ar vaza dentro do corpo, saindo para fora do pulmão, a pressão balanceada que mantém o órgão aberto é interrompida, criando um colapso no pulmão que dificulta a respiração. Em casos graves, o pulmão colapsado pode pressionar o coração, forçando-o para fora do lugar, tornando difícil ou impossível que ele bata normalmente. Isso é chamado de pneumotórax de tensão, o caso mais sério e com risco de vida.

Causas

Traumas ou perfurações no peito (acidentes automobilísticos e crimes violentos) são as causas mais comuns do pneumotórax. O chamado espontâneo é aquele que acontece quando uma área fraca do pulmão se rompe de repente, sem nenhum trauma ou ferimento direto. Isso pode acontecer quando uma área pequena e frágil do pulmão se abre, quando um cisto arrebenta (mais comum em pacientes com enfisema) ou quando o corpo é exposto a pressões extremas, como mergulho ou paraquedismo. Homens altos e magros, com idades entre 20 e 40 anos, são os mais propensos a terem um pneumotórax espontâneo.

Sintomas

Os sintomas de um pneumotórax médio usualmente incluem falta de ar, dores e aperto no peito, respiração rápida, pouco ou nenhum movimento do tórax e tosse seca. Um pneumotórax de tensão terá os mesmos sintomas bem agravados, juntamente com ansiedade, pulso lento, veias do pescoço saltadas e, possivelmente, a traqueia obviamente fora do lugar.

Diagnóstico

O diagnóstico do pneumotórax é feito primeiramente pelo exame do paciente, incluindo os sintomas e procurando com o estetoscópio por sons reduzidos do pulmão, no lado afetado. Um raio-x do peito pode confirmar o diagnóstico e é mais acurado para mostrar onde está e quão grande é o pneumotórax. Se há suspeita do tipo de tensão, um eletrocardiograma pode ser feito para checar o ritmo e a força das batidas do coração, juntamente com testes sanguíneos para medir o quão eficazmente o coração está bombeando oxigênio pelo corpo.

Tratamento

Se o pneumotórax é pequeno o suficiente, ele poderá se curar sozinho, sob observação constante, pois o ar é absorvido pela circulação sanguínea e o corpo cicatriza a área machucada. Em outros casos, uma pequena seringa pode ser inserida pela parede torácica para remover o ar, ou um tubo pode ser inserido e deixado por alguns dias, fazendo uma sucção contínua enquanto o pulmão se cicatriza. Em casos com risco de vida de pneumotórax de tensão, a colocação de dreno e monitoração dos níveis de gás no sangue são indicados, juntamente com a possibilidade de cirurgia para vedar a camada pleural e ajudar a evitar futuras ocorrências.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível