Instrumentos de corda orientais

Escrito por danielle odom | Traduzido por wladimir d. uszacki
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Instrumentos de corda orientais
Existe uma grande variedade de instrumentos orientais de corda (Henry Gan/Photodisc/Getty Images)

O alaúde ficou popular por volta de 2.000 a.C. e permaneceu muito difundido até aproximadamente o século XVIII. Instrumentos orientais oferecem uma grande variedade de estilos que se originam de um lugar, nomeadamente a China. Há três modos de se tocar instrumentos de corda: dedilhando, usando um arco ou com batidas. Cada método, utilizando em instrumentos diferentes, produz efeitos e sons diferentes.

Outras pessoas estão lendo

Cordas dedilhadas

O alaúde influenciou o a criação de muitos outros instrumentos ao longo do tempo. Algumas das opções incluem a pipa, liuqin, dan tinh, sung e o alaúde de yueqin. Eles são tocados mantendo-os na frente do músico, como um violão, ou em pé, com o braço na vertical e o corpo apoiado na coxa esquerda (em músicos destros).

Instrumentos de arco

Há muitas variações dos instrumentos arqueados, similares na essência, do Vietnã e da China. O erhu, um dos instrumentos mais populares da China, é uma rabeca de duas cordas intimamente relacionado ao violino. O koni tem cordas de seda presas a um disco de madeira segurado na boca. O músico arqueia as cordas enquanto segura-o com as pernas. O disco faz com que a boca funcione como uma câmara de ressonância para criar uma variedade de sons únicos ao koni.

Cordas marteladas

O yangqin é uma variação chinesa do xilofone. O, tocado com varas de bambu, é quadrado e semelhante ao santur da Pérsia. Outro instrumento onde as cordas são marteladas é o instrumento guzheng da China. Mesmo que o modo mais comum de tocá-lo tenha sido dedilhando as cordas, esse instrumento também era martelado e arqueado, em algumas vezes na mesma música.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível