Mais
×

Insulina Lantus para gatos

Atualizado em 21 novembro, 2016

Lantus, ou insulina glargina, é uma insulina escolhida por muitos veterinários para tratar gatos diabéticos. Quando usada corretamente combinando com uma dieta molhada com bastante proteína e baixo teor de carboidratos, os estudos mostram que os gatos diabéticos têm uma chance maior de entrar em remissão.

Gatos precisam de duas doses de Lantus diárias (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Manuseie com cuidado

Lantus é uma insulina frágil e deve ser manuseada com cuidado. Refrigere frascos abertos na temperatura correta. Nunca agite os frascos ou cartuchos, e não a dilue ou misture com outras insulinas.

Dê duas vezes ao dia

Em humanos, a Lantus é aprovada para utilização uma vez por dia. Em gatos, no entanto, são necessárias duas injeções diárias, uma a cada 12 horas.

Aos poucos

Comece com uma dose baixa e vá aumentando em um quarto ou meia unidade até que seu gato esteja usando a dose correta.

Insulina de liberação

Lantus é uma insulina de liberação e precisa se acumular no corpo do gato antes de começar a diminuir os níveis de glicose no sangue. Pode levar várias injeções para uma nova dose fazer efeito.

Ação lenta

Lantus é uma insulina de ação lenta e pode manter os gatos regulados (na faixa não diabética) por até 12 horas.

Teste caseiro

Aprender a fazer exames de sangue em casa lhe ajudará a entender como o corpo do seu gato usa a Lantus, para que você e seu veterinário possam tomar decisões sobre a dose do gato.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article