Mais
×

Como interpretar resultados de FTIR com o poliestireno

Atualizado em 17 abril, 2017

Laboratórios têm usado o poliestireno (PS) como referência e padrão de calibração para espectroscopia de infravermelho (IR) por décadas. Embora isso nem sempre seja necessário, o PS também pode ser usado para calibrar instrumentos de espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier (FTIR). A vantagem de usar o poliestireno como padrão é que ele exibe picos de absorção fortes e precisos em vários comprimento de onda na região do infravermelho. Comparando a posição aparente dos picos de absorção em um espectro padrão de PS com a posição esperada para tais picos, pode-se determinar o quão calibrado um instrumento FTIR está.

Instruções

FTIR é comumente usado em laboratórios analíticos (George Doyle/Stockbyte/Getty Images)

    Interpretação do padrão do poliestireno

  1. Obtenha um espectro infravermelho da película padrão de referência do FTIR que será calibrada. Isto é feito simplesmente posicionando a película no caminho do feixe do instrumento e usando o comando "scan" (escanear). Dependendo do instrumento e da metodologia usada, um escaneamento de plano de fundo ou "branco" deve ser obtido primeiro e subtraído da leitura do padrão.

  2. Faça que o software FTIR localize a maioria dos picos de absorção do espectro resultante do PS e liste a posição dos picos em centímetros recíprocos sobrepostos ao espectro ou em um documento separado.

  3. Examine as posições dos picos no espectro padrão do PS, que deve ter picos de absorção bem definidos próximos aos seguintes números de ondas: 3060, 2850, 1944, 1601, 1583, 1154 e 1028 cm^-1. As posições exatas esperadas para estes picos estarão detalhadas no certificado de calibração que acompanham o padrão de PS.

  4. Assegure que os picos de absorção no espectro padrão do PS estejam dentro do intervalo de confiança dado por cada pico do certificado de calibração padrão. Por exemplo, se o certificado declarar que o pico de 1944 cm^-1 deve aparecer em 1944 +/- 0.6 cm ^-1, assegure que o espectro tenha seus picos dentro desta faixa. Se todos os picos do espectro aparecerem nas faixas apropriadas, o instrumento FTIR pode ser considerado devidamente calibrado em relação a precisão dos comprimentos de onda.

Dicas

  • A maioria dos instrumentos FTIR modernos possuem calibração interna baseada em um laser de hélio-neônio, então a calibração com o padrão PS pode não ser estritamente necessária. A intensidade da absorção dos diversos picos da película de PS padrão pode também ser aferida ao longo do tempo, para assegurar que o desempenho do instrumento não esteja degradado.

O que você precisa

  • Padrão de referência da película de poliestireno
  • Certificado de padrão de referência de calibração
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article