Mais
×

Intervenções da Terapia Ocupacional no TDAH

Atualizado em 12 abril, 2017

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade é um distúrbio bioquímico com componentes comportamentais. Como tal, o uso de intervenções de terapia ocupacional para mitigar ou tratar o TDAH se tornou cada vez mais popular ao longo da última década. A prática é mais frequentemente utilizada em pacientes pediátricos, mas também pode ser empregue com os adultos. O foco da terapia ocupacional para o TDAH é melhorar desempenho no trabalho e na escola, enfatizando as técnicas de autogestão.

A terapia ocupacional ensina aos pacientes com TDAH a autogestão (child image by Tadija Savic from Fotolia.com)

Integração sensorial

A terapia de integração sensorial proporciona ao paciente a estimulação regulamentada dos cinco sentidos. Sua intenção é ajudar o paciente a efetivamente organizar e interpretar a informação sensorial.

Programas de autorregulação

Os programas de autorregulação são projetados para ensinar aos pacientes com TDAH a como regular a sua atenção e o foco para se concentrar mais efetivamente nas tarefas.

Circuitos sensoriais e dietas

Essa intervenção envolve a gestão cuidadosa dos estímulos sensoriais (dieta sensorial) e regulação de níveis de alerta (circuito sensorial) para recuperar o foco depois de pausas (por exemplo, após o almoço) e manter a concentração durante todo o dia de trabalho.

Esportes

Os pacientes com TDAH são incentivados a participar de atividades físicas, em especial os esportes organizados. Isso permite um desvio de energia hiperativo em uma atividade socialmente apropriada e benéfica.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article