Invenções de Lord Kelvin (William Thomson)

Escrito por anthony grahame | Traduzido por raissa oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Invenções de Lord Kelvin (William Thomson)
William Thomson ajudou a desenvolver a tecnologia usada em bússolas marítimas (the compass image by laviniaparscuta from Fotolia.com)

William Thomson, mais tarde Lord Kelvin, nasceu em 1824 e morreu em 1907. Durante sua vida, Thomson publicou mais de 600 artigos científicos sobre diversos assuntos, que vão desde navegações no mar até leis da termodinâmica. Ele também era um inventor brilhante, capaz de encontrar soluções práticas para problemas muito complicados.

Outras pessoas estão lendo

Escala Kelvin

A invenção mais famosa de William Thomson foi a escala de temperatura Kelvin. Ao contrário das escalas Celsius e Fahrenheit, que são utilizados na vida diária, a escala Kelvin é mais frequentemente usada pelos cientistas atualmente. O ponto zero na escala Kelvin equivale a -273,15 graus na escala Celsius. "Este ponto zero é considerado a menor temperatura possível de qualquer coisa no universo", diz o site "Windows to the Universe". A escala mede a "temperatura absoluta", uma medição de temperatura mais valiosa e precisa para os cientistas do que aquela fornecidas pelas escalas Celsius e Fahrenheit.

Galvanômetro espelhada

Thomson trabalhou para a "Atlantic Telegraph Company" (Empresa Telegráfica do Atlântico), em meados de 1800. A "The Atlantic Cable Expedition" (Expedição Atlântica do Cabo) de 1857 foi uma tentativa de fazer um cabo telegráfico atravessar o Oceano Atlântico. A expedição foi inicialmente mal sucedida, mas o galvanômetro espelhado de Thomson ajudou a colocar a fazê-la funcionar. De acordo com o site da "National Library of Scotland" (Biblioteca Nacional da Escócia), a invenção foi concebido para medir a corrente elétrica que flui através dos cabos de recém-instalados, um indicador vital de uma instalação bem-sucedida. O projeto foi concluído em 1866, e o primeiro cabo telegráfico transatlântico foi estabelecido.

Bússola

Na década de 1870, Thomson começou a aprimorar a bússola marítima existente, um item no qual viu uma série de falhas. Ele montou uma agulha mais curta em um cartão leve e utilizou uma blindagem para proteger a bússola do magnetismo do casco de um navio. Sua bússola aprimorada foi um sucesso instantâneo e, de acordo com o site "Today in Science History", "foi usada quase que universalmente, até o advento do giroscópio".

Equipamento de sondagem

Thomson inventou um sistema melhorado para a medição da profundidade da água abaixo de um navio. O equipamento de sondagem existente era muito rudimentar e demorado. A corda com um peso era submergida até o fundo do oceano, antes de ser puxada de volta para cima e medida. O sistema de Thomson usava um fio de piano, que poderia ser levantado e abaixado mecanicamente, para submergir um tubo de vidro pequeno na água. O tubo de vidro continha um sistema químico para a gravação da profundidade da água e as medidas tomadas podiam ser lidas rapidamente uma vez que o tubo voltava à superfície.

Medidor de marés

Thomson realizou uma série de investigações matemáticas sobre a natureza das ondas. Isso levou a uma sucessão de invenções destinadas a medir os movimentos das marés. Ele inventou e desenvolveu "uma série de medidores de marés, analisadores e preditores que permitiam a previsão das marés, em qualquer porto do mundo", de acordo o site "University of Glasgow Special Collections".

Relógio astronômico

Thomson usou seu conhecimento de física, astronomia e navegação para desenvolver seu próprio relógio astronômico. Embora não seja estritamente uma nova invenção, o relógio recém-patenteado era "tão preciso quanto qualquer outro existente na época", de acordo com o site "National Library of Scotland".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível